Autoridades retomam buscas por vítimas de acidente com lancha na Bahia

Segundo o Corpo de Bombeiros, 17 pessoas estão desaparecidas

Por O Dia

Salvador - As buscas por desaparecidos no naufrágio da embarcação "Cavalo Marinho 1", na Bahia, foram retomadas na manhã desta sexta-feira, pelo Corpo de Bombeiros, Marinha e embarcações menores. Dos 124 passageiros que estavam a bordo, 17 ainda estão desaparecidos. 

Lancha virou com 129 passageiros a bordoReprodução / TV Bahia

De acordo com o coordenador das buscas, capitão Luciano, a força-tarefa que atua na busca por sobreviventes e corpos de vítimas, voltou à área do acidente com mergulhadores do Corpo de Bombeiros e embarcações da Marinha. 

Das 18 vítimas confirmadas, 15 já estão identificadas. Entre elas estão duas crianças, dez mulheres e três homens. As duas crianças mortas são um bebê de seis meses, que não resistiu após duas horas de tentativas de reanimação em uma ambulância, e um menino de dois anos, encontrado junto aos corpos da mãe e da avó. 

O barco virou por volta das 6h30 da manhã da quinta-feira, poucos minutos após iniciar o trajeto entre a Ilha de Itaparica e Salvador. De acordo com testemunhas, no momento chovia e ventava forte. Na tentativa de se abrigar do mau tempo, os próprios passageiros teriam se aglomerado em um dos lados do barco, o que pode ter feito a embarcação adernar.

Últimas de Brasil