Homem é preso suspeito de se masturbar para mulher e criança de sete anos

Detido nesta quarta, Felipe Magarian Messias, negou a acusação

Por O Dia

São Paulo - Um homem foi preso nesta quarta-feira acusado de se masturbar em frente a uma mulher e uma criança de sete anos em um local público, conhecido como Ponte das Bandeiras, Zona Oeste de São Paulo.

Felipe Magarian Messias foi preso após suspeita de praticar ato libidinosoDivulgação Polícia Civil

Segundo a Polícia Civil, agentes do Grupo de Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) foram acionados ao local e conseguiram prender o suspeito, identificado como Felipe Magarian Messias, de 34 anos. Ele foi detido em flagrante enquanto tentava fugir em um ônibus.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi enquadrado no artigo 233 do Código Penal Brasileiro, que trata da prática de ato obsceno em local público, e prevê pena de três meses a um ano de detenção, ou multa. Ele também foi autuado pelo artigo 218-A, que trata da prática de ato libidinoso diante de menor de 14 anos e prevê pena de dois a quatro anos de prisão.

Em seu depoimento à polícia, Felipe Messias negou o ocorrido alegando que havia bebido cerveja e que acabou por urinar em um poste. Em seu Facebook, ele também se defendeu: "Naquela região não há um lugar onde eu pudesse ir ao banheiro naquele momento. Senhora e a criança vinham atrás e eu não as vi", escreveu.

A Polícia Civil também informou que Felipe passaria por uma audiência de custódia nesta quinta, porém, o resultado da reunião não foi divulgado.

Últimas de Brasil