Esplanada: campanha contra a corrupção tem apoio do BNDES e Planalto

A campanha, preparada há meses, vem num momento tenso para a PGR, que investiga por tráfico de influência o ex-principal assessor de Rodrigo Janot, o ex-procurador Marcelo Miller

Por O Dia

Brasília - Uma campanha contra a corrupção que será lançada na terça-feira no Conselho Nacional do Ministério Público tem como apoiadores o BNDES, que jorrou bilhões de reais nas contas da JBS, e do Palácio do Planalto, cujo inquilino, Michel Temer, se safou de denúncia por corrupção passiva e será alvo de outra por obstrução da Justiça.

A campanha, preparada há meses, vem num momento tenso para a PGR, que investiga por tráfico de influência o ex-principal assessor de Rodrigo Janot, o ex-procurador Marcelo Miller, que tornou-se advogado da JBS após a delação de Joesley Batista.

Pena afiada

O evento de lançamento da campanha #TodosJuntosContraCorrupção será aberto pelo PGR Janot, e pelo ministro da Transparência e CGU, Wagner Rosário.

Bingo

O que se diz em gabinetes judiciais da Bahia é que Geddel Lima estava grampeado e a polícia sabia onde seu dinheiro ‘dormiria’ na noite da véspera da apreensão.

Cama vazia

Ninguém na PGR teve coragem de perguntar a Joesley Batista quem é “o viado (sic) para dar para quem precisa”, e quem seria o premiado, segundo áudio do empresário.

Mistério do avião

Um jatinho Gulfstream prefixo N259FG vindo de Caracas pousou em Porto Alegre dia 6 às 22h e causou mistério até decolar ontem às 15h35 rumo ao Aeroporto de Ezeiza em Buenos Aires. Havia poucos passageiros, que pernoitaram na cidade. No Brasil, conta-se nos dedos quem tem um destes, dos mais caros do mundo: Joesley Batista, Eike Batista e André Esteves (BTG).

Data venia, excelências

O STF decidiu, em junho, que colaborações premiadas podem ser revistas – mesmo depois de homologadas pelo ministro-relator – caso surjam novos fatos que coloquem sob suspeita a assinatura dos acordos.

Donos da bola

O Cruzeiro Esporte Clube convocou reunião deliberativa para eleger nova diretoria dia 2 de outubro. A reunião será na sede ‘Zezé Perrella’, no auditório ‘Aécio Neves’.

E o salário?

O CNJ desenvolveu o ‘Justiça Aqui’, que permite ao cidadão saber qual é a vara de Justiça ou tribunal mais próximo de sua residência. Já os salários dos juízes é mistério.

Alerta ao QG

Pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, a pedido da Gazeta do Povo (PR), mostrou que 29% (!!) das pessoas entrevistadas suspeita que há corrupção nas Forças Armadas. Mas 77% dizem que os militares deveriam ir paras ruas das cidades com poder de polícia.

Êpa, Êpa

A Associação dos Empregados da Infraero foi para cima da Diretoria de Gestão Estratégica e Serviços Compartilhados. Solicitou à Lei de Acesso à Informação informações sobre a contratação de Taciana Pradines Coêlho. Em 2008, ela foi demitida do Senado sob denúncia de nepotismo envolvendo o então senador Mário Couto (PA).

Taxiou e pousou

Seu padrinho desta vez seria o deputado Bernardo Santana (PR-MG). A Infraero limitou-se informar que é “cargo de confiança, previsto para livro provimento”. A empresa tem hoje 5 mil funcionários sob risco de demissão com as concessões.

Alfinetadas

O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero, que quase caiu no braço com Geddel Lima, o alfinetou para amigos antes da nova prisão do ex-ministro, recomendando a todos revisitarem seu depoimento à PF e uma carta de apoio dos...deputados.

Carta

A tal carta, que levou Geddel às lágrimas quando deixou o Governo, foi idealizada pelo líder do Palácio no Congresso, André Moura (PSC-SE). Escreveu que Geddel tinha “legitimidade para continuar conduzindo a articulação política do Governo”.

Ponto Final

Nos próximos filmes da série sobre a Lava Jato – já confirmados pelo produtor – deveriam mostrar como o ministro Torquato Jardim enterrou a PF na operação.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil