Funcionários dos Correios de SP e Rio encerram greve

Paralisação começou no dia 19 de setembro

Por O Dia

Brasília - Os trabalhadores dos Correios afiliados à Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) que atuam nas capitais de São Paulo e do Rio de Janeiro, assim como da região de Bauru, no interior paulista, aceitaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para 2017 e 2018 apresentada na quarta-feira pelo Tribunal Superior do Trabalho, encerrando a greve iniciada em 19 de setembro.

Sindicatos associados à Federação nos Estados do Maranhão e Tocantins ainda realizarão assembleia para definir sobre a aceitação da proposta, informou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, a assessoria da entidade

O ACT já passa a valer para os funcionários associados à Findect, confirmou a assessoria. A reposição de horas paradas para funcionários que trabalham de segunda a sexta-feira terá início na semana que vem, com jornada adicional de seis horas no sábado. Já aqueles que também atuam aos sábados iniciarão a reposição das horas nesta sexta-feira, 6, com até quatro horas adicionais durante a semana e duas horas no sábado. A reposição deve ser concluída até 30 de dezembro deste ano.

Fentect

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), que representa 31 sindicatos no País, informou ao Broadcast que realizará nesta sexta-feira, no período do tarde, assembleias para definir pela continuidade ou encerramento da greve.

Alguns pontos da proposta do TST não estavam claros, explicou a Federação, e foram adotadas ações no sentido de esclarecer as dúvidas antes das assembleias. "Amanhã (sexta) já devemos ter o encaminhamento e estamos buscando a melhor forma de resolver a questão, tendo garantias sobre o que a proposta envolve em relação à minuta, reajuste e benefícios", explicou a equipe de comunicação da entidade. 

Últimas de Brasil