Morre segurança que ateou fogo em crianças em uma creche de Minas Gerais

Damião Soares dos Santos matou quatro crianças e feriu outras dezenas de pessoas em uma unidade escolar de Janaúba, no Norte Mineiro

Por O Dia

Minas Gerais - Morreu na tarde desta quinta-feira Damião Soares dos Santos, o segurança da creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, que ateou fogo em crianças, e em si mesmo, de manhã. Quatro alunos morreram, todos de 4 anos: Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva. Outras 25 pessoas tiveram queimaduras.

Ao contrário do que informou anteriormente a Polícia Militar, a professora Heley de Abreu Silva Batista, que tentou ajudar as crianças, não morreu. O Hospital Municipal informa que ela está internada em estado grave.

Vigia que ateou fogo em crianças na creche morreu na tarde desta quintaDivulgação/Polícia Civil

Damião, de 50 anos, ficou internado em estado grave no Hospital Geral do município, com queimaduras no corpo inteiro. De acordo com a Prefeitura, ele era funcionário efetivo desde 2008 e ficou de férias de julho a agosto. Ao retornar ao trabalho, no mês de setembro, alegou problema de saúde e foi afastado. Ele foi a creche na manhã desta quinta entregar o atestado médico e cometeu o crime. A prefeitura não informou qual era o problema de saúde alegado pelo funcionário.

Cerca de 50 alunos, além de professores e funcionários, estavam no recreio do escola no momento em que ocorreu o incidente. Segundo a assessoria do hospital municipal, 40 pessoas, entre crianças e adultos, deram entrada na unidade: 25 foram internadas com queimaduras e 15, que entraram em estado de choque, foram liberadas posteriormente.

Pelo Facebook, moradores estão se oferecendo para dar abrigo, banho e alimentação para pais de crianças que tiveram de viajar para acompanham o atendimento as seus filhos.

"A psicóloga da prefeitura me ligou e avisou que pelo menos uma mãe de uma das crianças já vai vir aqui para casa", disse a cozinheira Edisa Rosa de Andrade, de 40 anos, uma das voluntárias. "As pessoas estão começando a chegar aqui. Minha casa fica a 10 minutos de distância da Santa Casa. Quando soubemos da tragédia, a gente se ofereceu para dar alguma ajuda para quem vier acompanhar os filhos", afirmou. Sua irmã, Darciza de Rosa Andrade, de 46, também é uma das voluntárias.

As irmãs repassaram seus telefones para conhecidos da região. Ainda nas redes sociais, a Prefeitura de Janaúba está pedindo à população das região ajuda com itens básicos de atendimento médico.

A lista inclui luvas de procedimento, jalecos e medicamentos, como morfina e dipirona injetável. O Corpo de Bombeiros também está recebendo donativos para os hospitais da região.

O governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), está se dirigindo à região. Pelo Twitter, ele divulgou nota em que afirma que "todo o dispositivo médico necessário para o socorro das vítimas já foi acionado".

Com informações da Agência Estado

Últimas de Brasil