Segurança de creche ateia fogo em crianças e deixa mortos

Quatro alunos e o vigia morreram em Janaúba, no Norte de Minas Gerais

Por O Dia

Minas Gerais - Pelo menos cinco pessoas morreram após o segurança da creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, atear fogo em crianças, e em seu próprio corpo, na manhã desta quinta-feira.

Quatro alunos, todos de 4 anos, morreram: Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva. Uma professora, Heley de Abreu Silva Batista, que tentou ajudar as crianças, chegou a ser apontada como vítima fatal, mas o Hospital Regional de Janaúba negou a informação divulgada pela PM e afirmou que ela está internada em estado grave.

O agressor identificado como Damião Soares dos Santos, de 50 anos, chegou a ficar internado em estado grave com queimaduras no corpo inteiro, mas morreu na tarde de quinta. Outras 25 pessoas tiveram queimaduras. 

De acordo com a Prefeitura, Santos é funcionário efetivo desde 2008. Ele ficou de férias de julho a agosto e ao retornar ao trabalho, no mês de setembro, alegou problema de saúde e foi afastado. Ele foi a creche na manhã desta quinta entregar o atestado médico e cometeu o crime. A prefeitura não informou qual era o problema de saúde alegado pelo funcionário

Segurança de creche ateia fogo em criançasReprodução Facebook

De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas, entre crianças e adultos, deram entrada na unidade: 25 foram internadas com queimaduras e 15, que entraram em estado de choque foram libradas. Entre os pacientes, 14 são crianças entre 4 e 5 anos de idade que tiveram mais de 20% do corpo queimado. 15 pessoas estão em estado grave e respirando com a ajuda de aparelhos. Há funcionários da creche entre os feridos. Calcula-se que cerca de 50 crianças estavam no pátio, na hora do recreio, quando houve o incidente.

Segundo a PM, viaturas, bombeiros e policiais de ao menos cionco cidades foram acionadas para o resgate. Uma aeronave da Polícia Militar também está no local para socorrer as vítimas e um avião do governo está saindo de Belo Horizonte para Janaúba, de onde as vítimas serão levadas para o Hospital João XXIII, na capital mineira, que é referência em tratamento de queimaduras.

O Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT-MG) disse que vai até Janaúba acompanhar o socorro às vítimas e as investigações da tragédia. Ele confirmou a criação de um posto de comando emergial na cidade.

A Prefeitura de Janaúba decretou luto oficial de sete dias. 

Michel Temer presta solidariedade

Ao deixar a cerimônia de assinatura do protocolo de intenções para destinar à Arquidiocese de Belém, o presidente Michel Temer deu uma rápida declaração à imprensa na qual lamentou o incêndio intencional e evitou responder perguntas.

"Quero expressar a minha solidariedade, lamentar esse acontecimento e esperar que essas coisas não se repitam no Brasil, porque o mundo está muito convulsionado (...) Foi um lamentável acontecimento, temos que repudiar com a nossa consciência e com a nossa ação", disse Temer, antes de afirmar que saía de Belém com "alma confortada, incendiada e abençoada", em meio às festividades do Círio de Nazaré. 


Com informações do Estadão Conteúdo

Últimas de Brasil