Dado como morto, jovem sai da própria cova após levar tiros e pauladas na cabeça

Caso incrível aconteceu em Minas Gerais. Dois suspeitos foram presos nesta terça-feira

Por O Dia

Belo Horizonte - Uma verdadeira história de terror, que nem os filmes de Hollywood ousam contar, aconteceu na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um jovem de 17 anos levou dois tiros, foi atingido com pauladas na cabeça, perdeu um olho e foi enterrado vivo em uma cova. E sobreviveu.

O caso incrível aconteceu em Confins, em julho, mas os detalhes só foram contados pela vítima na segunda-feira, em entrevista à Rádio Itatiaia, após a prisão de dois suspeitos do crime.

Após furtar 30 gramas de maconha de traficantes do município de Santa Luzia, o adolescente foi sequestrado e levado para às márgens da rodovia MG-010, em Confins. No local, os bandidos deram pauladas e dois tiros na cabeça da vítima, que ficou sem o olho direito.

Achando que o jovem tinha morrido, os traficantes enterram a vítima em uma cova no chão de terra. Mas o adolescente acordou, cavou a terra com as mãos, conseguiu sair para a estrada, onde desmaiou novamente e foi levado para um hospital de Belo Horizonte. Lá, a vítima ficou internada por dois meses até ser identificada pela família.

O adolescente ficou com sequelas e dificuldades na fala, mas conseguiu dar detalhes sobre dois suspeitos aos policiais. Identificados como Sérgio Costa da Silva, de 24 anos, e Carlos Vinícius dos Santos Pereira, de 28 anos, ambos foram presos na segunda-feira.

Últimas de Brasil