Passageira é morta por falar alto e acordar mulher que cochilava em ônibus

Crime bárbaro aconteceu no começo da manhã em Belo Horizonte; suspeita está foragida

Por O Dia

Rio - Uma vida retirada por motivo banal chocou Belo Horizonte, no começo da manhã desta segunda-feira. Valdete Lopes Queiroz, de 49 anos, foi morta com um golpe de canivete porque acordou uma mulher que cochilava em um ônibus Move — espécie de BRT — na Zona Norte de BH.

Estação Venda Nova%2C na Zona Norte%2C onde a suspeita de matar uma mulher esfaqueada embarcouReprodução/Google Maps

De acordo com o site O Tempo, o crime aconteceu antes das 6h da manhã. A suspeita estava dormindo no veículo da linha 61, que liga o bairro de Venda Nova ao Centro da cidade, quando foi acordada pela vítima, que estaria falando alto. 

Ao ser acordada por Valdete, um bate-boca se iniciou entre as passageiras até que, antes de desembarcar, a suspeita sacou um canivete e golpeou o tórax da outra mulher. Ela desceu do ônibus e fugiu a pé, indo em direção à Rodoviária. A vítima foi encaminhada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, mas não resistiu.

A polícia utilizará imagens da câmera de segurança do ônibus para identificar a suspeita, que está foragida. Segundo o motorista, ela é magra e usava uma blusa de frio rosa e calça jeans e embarcou na Estação Venda Nova.

Últimas de Brasil