Jucá afirma que votação da Reforma da Previdência ficará para o ano que vem

Líder do governo no Senado disse que decisão foi tomada com os presidentes do Senado e da Câmara, Eunício Oliveira e Rodrigo Maia

Por O Dia

Brasília - O líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), anunciou na tarde desta quarta-feira, que a reforma da Previdência só será votada em fevereiro do próximo ano.

Segundo ele, a decisão está "conversada" entre os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).  "Só vota Previdência em fevereiro. Está conversado entre o Rodrigo e o Eunício. Estamos esperando apenas o presidente (Michel Temer) chegar (de São Paulo) para fechar o acerto", disse Jucá em rápida entrevista após se reunir com Maia no gabinete na presidência da Câmara. 

Jucá afirmou que o acerto é para que as duas casas votem a reforma de forma "casada", ou seja, o Senado votará a matéria logo após a Câmara concluir a votação. A combinação era cobrada por deputados, que temiam se desgastarem votando uma matéria impopular, sem que os senadores dessem prosseguimento à matéria.

Segundo Jucá, Reforma da Previdência será votada somente em fevereiroJosé Cruz / Agencia Brasil

O acerto para o adiamento da análise da reforma da Previdência possibilita a votação ainda nesta semana do Orçamento da União de 2018 pelo Congresso Nacional. Jucá e Eunício trabalham para votar o Orçamento ainda nesta quarta-feira em sessão do Congresso. "Se não votar nesta quarta, não tem quórum", disse Jucá.

Últimas de Brasil