Com contribuição das tarifas de ônibus, IPC-S fecha setembro em alta de 0,49%

Aumento da taxa foi provocado por altas em cinco das oito classes de despesa. O principal impacto veio do grupo de transportes

Por O Dia

Rio - A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou setembro com taxa de 0,49%. O índice é 0,06 ponto percentual superior ao registrado na terceira semana do mês, que havia sido 0,43%, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV). O IPC-S acumula taxas de 4,93% no ano e 6,97% nos últimos 12 meses.

O aumento da taxa foi provocado por altas em cinco das oito classes de despesa. O principal impacto veio do grupo de transportes, cuja taxa passou de 0,29% na terceira semana para 0,51% na última semana de setembro. A tarifa de ônibus urbano passou de uma deflação (queda de preços) de 0,31% para uma inflação de 0,28% no período.

Outras classes de despesa que registraram alta da taxa foram alimentação (de 0,47% na terceira semana para 0,55% na última semana), comunicação (de 0,45% para 0,67%), vestuário (de -0,02% para 0,02%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,47% para 0,50%).

Duas classes de despesa tiveram recuo na taxa entre a terceira e a última semanas de setembro: habitação (de 0,51% para 0,48%) e despesas diversas (de 0,19% para 0,11%). Já o grupo de despesas educação, leitura e recreação manteve a mesma taxa nas duas semanas (0,64%).

Últimas de _legado_Notícia