Vendas no Natal têm primeira retração em 12 anos, diz Serasa

Juros elevados e baixo grau de confiança dos consumidores encolheu as vendas em 1,7% entre os dias 18 e 24 de dezembro

Por O Dia

As vendas para o Natal registraram queda de 1,7% no Brasil entre 18 e 24 de dezembro deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado, informou a Serasa Experian nesta sexta-feira, na primeira retração da série iniciada em 2003.

"Os juros altos encarecendo o crediário, inflação elevada e o baixo grau de confiança dos consumidores afetaram negativamente as vendas de Natal deste ano", disse a Serasa em nota.  Em 2013, as vendas haviam subido 2,7% e, em 2012, 5,1%.

Considerando apenas os shoppings, no entanto, o resultado foi melhor, com alta de 3% em relação a 2013, de acordo com dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop), com base em levantamento realizado com 150 empresas associadas.

O segmento que registrou maior crescimento nas vendas de Natal foi o de perfumaria e cosméticos (10%), seguido pelos de calçados (9,5%) e de brinquedos (9,5 %).

No entanto, de acordo com a associação, quando consideradas as mesmas lojas (abertas há mais de 12 meses), o crescimento ficou estável em relação a 2013, ou apresentou retração, disse, sem fornecer mais detalhes.

Fatores como crédito mais restrito, aumento do dólar ante o real e da inflação, além de cautela em relação às medidas econômicas a serem anunciadas pelo governo federal, pesaram sobre os resultados deste ano, disse a Alshop.

De janeiro a dezembro, as vendas em lojas de shoppings cresceram 8%  sobre 2013, a R$ 143,4 bilhões.

Últimas de _legado_Notícia