Por bruno.dutra
São Paulo - O Índice de Confiança de Serviços (ICS) iniciou 2015 no menor nível da série histórica iniciada em junho de 2008, com queda de 2,0% em janeiro sobre dezembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.
O indicador atingiu neste mês 99,1 pontos, contra 101,1 pontos em dezembro, quando havia subido 1,3%.
Publicidade
"A persistência dos sinais de que a economia mantém ritmo de atividade muito lento, aliada ao contexto de inflação elevada e política monetária mais restritiva, vêm se refletindo negativamente na percepção das empresas, afetando sobretudo sua avaliação sobre o futuro próximo", disse o consultor da FGV/IBRE Silvio Sales.
De acordo com a FGV, o resultado do ICS foi determinado pelas expectativas em relação aos meses seguintes. O Índice de Expectativas (IE-S) caiu 6,6% em janeiro, para 115,8 pontos.
Publicidade
A proporção de empresas que esperam melhora da situação dos negócios passou de 34,1% para 30,8% do total, enquanto que a parcela das que esperam piora aumentou de 8,9% para 14,1%.
Já o Índice da Situação Atual (ISA-S) teve ganho de 5,5% em janeiro na comparação com dezembro, chegando a 82,5 pontos.