Petróleo derruba exportação brasileira de carne de frango

Segundo ABPA, recuo de 9,8% nos embarques de janeiro se deve à redução de encomendas por parte de países produtores de óleo

Por O Dia

São Paulo - As exportações de carne de frango recuaram 9,8% em janeiro em relação ao mesmo mês de 2014, impactadas pela queda de encomendas dos países produtores de petróleo, segundo dados da Associação Brasileiro de Proteína Animal (ABPA). No total, as vendas externas do produto totalizaram 277,7 mil toneladas embarcadas, contra um total de 307,8 mil registrados no primeiro mês do ano passado. Em termos de receita, a queda foi ainda maior, de 14,3%, com faturamento de US$ 494,4 milhões.

De acordo com Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA, sempre é esperada queda nas vendas de carne de frango em janeiro, nos mercados interno e externo, por causa da desova dos estoques do fim de ano. “Contudo o recuo de janeiro de 2015 ficou acima da média do setor. E atribuímos esse resultado negativo aos embarques realizados para os países onde o petróleo é a principal locomotiva econômica. A queda do preço do petróleo impactou compras de produtos alimentícios desses países”, afirma, mencionando que possivelmente a queda da cotação do petróleo no mercado internacional pode ter ocasionado falta de crédito de alguns mercados importadores.

De acordo com Turra, foram observadas redução nos embarques para mercados consolidados, como os Emirados Árabes e a Venezuela. “Este ano, estimamos um crescimento nas exportações, de 3% a 4%, e não vamos rever nossas estimativas por causa dos resultados do primeiro mês do ano. Acreditamos que haverá uma recuperação das vendas para esses países e ainda um aumento das exportações para o Japão e os Estados Unidos”, diz.

O executivo explica que houve uma redução de 50% nas encomendas de carne de frango por parte do mercado russo, mas que isso também era previsto por causa do severo inverno do país que impede a realização de operações portuárias até meados do mês de fevereiro.

Os produtores nacionais de carne de frango mantêm previsões otimistas para este ano baseados nos números positivos registrados no ano passado. Em 2014 o setor bateu recorde nas exportações, com 3,9 mil toneladas embarcadas para o exterior, registrando um volume 2,5% maior do que o obtido em 2013, atingindo uma receita de US$ 7,28 bilhões.

O crescimento do volume foi impulsionado pelas vendas para China e para a Rússia e pela expansão de mercados consolidados, como Japão, Angola, Emirados Árabes e Filipinas. De acordo com Turra, as exportações para a Rússia tiveram alta de 159% depois do embargos que o país impôs contra os produtos americanos e europeus, após a crise da Ucrânia.

Em 2014, a produção de carne de frango cresceu 3,11%, para 12,6 milhões de toneladas. Cerca de 68% do produzido foram direcionados ao mercado interno. O consumo per capita no Brasil aumentou 2,2% em 2014, atingindo os 42,78 quilos por habitante no ano.

Últimas de _legado_Notícia