Presidente do BNDES admite que pode ter havido excesso de subsídios

Luciano Coutinho afirma que pode ter ocorrido algum erro de calibragem nos empréstimos, mas defende a estratégia adotada

Por O Dia

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, disse nesta terça-feira que pode ter havido excesso de subsídios do governo concedidos por meio do banco de fomento.

"Pode ter ocorrido algum erro de calibragem (no volume de subsídios concedido via BNDES), mas a estratégia foi adequada", afirmou Coutinho durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

O governo federal anunciou na semana passada um novo modelo de concessão de recursos do BNDES referenciados na TJLP, hoje em 6% ao ano, que na prática reduz o acesso a empréstimos com essa taxa.

De acordo com Coutinho, o objetivo do governo é a convergência entre a TJLP e a Selic, que hoje está em 12,75% ao ano. "Não sei quantos anos esse processo pode durar, mas não será pela eternidade", disse.

Últimas de _legado_Notícia