Por monica.lima

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) recuou na segunda semana de maio em cinco das sete capitais pesquisadas, com destaque para Brasília, que continua com a menor inflação do país, ao fechar a semana encerrada no último dia 15 com variação de 0,42% – resultado 0,23 ponto percentual inferior à taxa média do IPC-S (0,65%).

Os dados divulgados hoje (19) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) indicam que a inflação semanal também registrou queda em Salvador, Recife, São Paulo e Rio de Janeiro.

As cidades que registraram alta no índice, da primeira para a segunda semana do mês, são Belo Horizonte, maior IPC-S do país e alta de 0,86% para 0,95%; e Porto Alegre, cuja taxa passou de 0,58% para 0,60%.

Em Salvador, capital que havia fechado a semana imediatamente anterior com a maior alta do país (1,03%), houve desaceleração de 0,11 ponto percentual da primeira para a segunda semana, mas ainda assim a capital baiana continua com o segundo maior IPC-S do país (0,92%).

Já em São Paulo, o maior parque fabril do Brasil, houve ligeiro recuo de 0,02 ponto percentual entre um período e outro. Quarta maior alta do país, junto com Porto Alegre, a capital paulista fechou a semana encerrada no último dia 15 com variação de 0,60% - resultado 0,05 ponto percentual inferior ao IPC-S médio das capitais pesquisadas.

Você pode gostar