IML de SP começa identificação de vítimas da queda de avião em Santos

Parte dos restos mortais chegou ao IML, no bairro de Pinheiros, em torno das 20h. Uma equipe de 30 profissionais peritos trabalham na identificação das vítimas

Por marta.valim

O Instituto Médico-Legal (IML) da capital paulista começou na noite de quarta-feira a identificar os corpos das vítimas da queda do avião, ocorrida em Santos, na parte da manhã, que provocou a morte de sete pessoas. Entre elas o candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB).

Parte dos restos mortais chegou ao IML, no bairro de Pinheiros, em torno das 20h. Uma equipe de 30 profissionais peritos trabalham na identificação das vítimas. Quatro peritos da Polícia Federal estão apoiando os trabalhos. De acordo com nota da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, os exames de DNA ficarão sob a responsabilidade de dez peritos do Instituto de Criminalística, especialistas em genética forense.

Além de Eduardo Campos, morreram no acidente quatro assessores, piloto e copiloto da aeronave.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia