Temer segue na presidência do PMDB, diz Eliseu Padilha

O ministro afirmou que, embora tenha assumido a articulação política do governo, o vice-presidente da República segue no comando do partido

Por O Dia

O ministro Eliseu Padilha, chefe da Secretaria de Aviação Civil, disse na segunda-feira que o vice-presidente da República, Michel Temer, não vai deixar o comando do PMDB, embora tenha assumido na semana passada a articulação política do governo. De acordo com Padilha, Temer está discutindo as indicações de nomes para o segundo e o terceiro escalão do governo, cuja maioria ainda não foi nomeada neste segundo mandato.

“Michel não deixará a presidência do PMDB. Ele garantiu a um grupo de peemedebistas que têm interesse no assunto”, disse o ministro Eliseu Padilha. Depois que a presidenta Dilma Rousseff transferiu as funções da Secretaria de Relações Institucionais para a Vice-Presidência, a transferência do comando nacional do partido para o senador e vice-presidente do partido, Valdir Raupp (RO), chegou a ser cogitada.

Leia também: Governo cede e diz que aceitará negociar ajuste fiscal

Segundo o ministro, cujo nome chegou a ser estudado para assumir a articulação política do governo antes do anúncio de Dilma, o vice-presidente está “conversando com todos” sobre as mudanças nos cargos do segundo escalão, como os de diretoria, de empresas estatais e demais postos na administração pública federal.

“Ele está ouvindo a todos. Nós devemos, quem sabe até o fim de semana, ter um primeiro quadro, um retrato do que a gente pode fazer em termos de segundo, terceiro escalão, os cargos nos estados. Então, ele [o vice-presidente Michel] vai conversar com a presidenta e dará conhecimento à sociedade”, disse Padilha.

O ministro se reuniu com Temer no início da noite de segunda-feira no gabinete da Vice-Presidência, no Palácio do Planalto. Além dele, os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e das Comunicações, Ricardo Berzoini, também se encontraram com o vice-presidente.

Últimas de _legado_Notícia