Câmara rejeita voto distrital misto em eleições legislativas

Deputados devem analisar agora a proposta conhecida como 'distritão', defendida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha

Por O Dia

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira duas propostas de mudança no sistema eleitoral durante a análise da reforma política, deixando para trás o voto em lista e o distrital misto para as eleições legislativas.

Os deputados devem analisar agora a proposta conhecida como "distritão", defendida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Por esse sistema, os Estados e o Distrito Federal são grandes distritos eleitorais, e os candidatos mais votados são eleitos de acordo com o número de cadeiras a que cada distrito teria direito na Câmara.

O modelo, que na prática transforma as eleições legislativas em eleições majoritárias, é defendido pelo PMDB, mas tem a oposição de PT e PSDB e de um grupo de cientistas políticos que divulgou manifesto, com apoio da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), afirmando que a mudança enfraqueceria os partidos e estimularia o personalismo.

Últimas de _legado_Notícia