Câmara rejeita fim das coligações em eleições proporcionais

Emenda, proposta pelo PSDB, foi derrubada por 236 votos a 206. Com o resultado, na prática, o sistema eleitoral para as eleições legislativas permanece inalterado

Por O Dia

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quinta-feira o fim das coligações para as eleições de deputados federais, estaduais e vereadores durante a votação da reforma política.

A emenda, proposta pelo PSDB, foi derrubada por 236 votos a 206, segundo a Agência Câmara. Com o resultado, na prática, o sistema eleitoral para as eleições legislativas permanece inalterado, já que os deputados haviam rejeitado outras mudanças propostas.

Os parlamentares seguem analisando temas da reforma política e agora se debruçam sobre a cláusula de desempenho, proposta que prevê que somente os partidos que elegerem ao menos um parlamentar para a Câmara ou o Senado terão acesso ao Fundo Partidário e ao tempo na TV.

Também nesta quinta-feira, os deputados decidiram adiar a votação sobre outros pontos da reforma, como o tempo de mandatos, a coincidência de datas das eleições e as cotas para a participação das mulheres.

Últimas de _legado_Notícia