Por daniela.lima

Rio - Seja com serestas ou serenatas, a 11ª edição do Vale do Café mantém a tradição musical que dá fama à região do Vale do Paraíba. Até o dia 28 deste mês, nos 15 municípios por onde se espalha a programação do evento, o clima é bucólico e o tempero, caseiro: espetáculos e concertos, pagos ou gratuitos, além da farta culinária do local, se dividem entre fazendas, praças, casarões e igrejas. 

Na Fazenda Florença, em Conservatória, um sarau homenageia o pai da aviação, Santos Dumont Divulgação


Este ano, os homenageados são Vinicius de Moraes, Ernesto Nazareth e Giuseppe Verdi, que, respectivamente, completariam 100, 150 e 200 anos. O grande destaque das atrações é a apresentação de João Bosco, que, ao lado da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa (OSBM), faz show hoje em Três Rios e amanhã, em Barra Mansa. No repertório, cinco músicas de Vinicius de Moraes: ‘Garota de Ipanema’, ‘Chega de Saudade’, ‘Se Todos Fossem Iguais a Você’, ‘Medo de Amar’ e ‘Água de Beber’.

“Nas fazendas por aqui eram muito comuns a música erudita, a viola, os saraus... O festival conserva essa parte da nossa história”, conta Paulo Roberto dos Santos, dono do Hotel Fazenda Florença, em Conservatória, onde, hoje, a pianista Eudóxia de Barros toca Ernesto Nazareth. No local, também acontece sarau em homenagem a Santos Dumont, que faria 140 anos amanhã. Ele viveu na região uma parte de sua infância e “adorava goiabada em pasta”, revela Paulo, que produz a iguaria em sua fazenda e a servirá como uma das sobremesas do brunch que oferece, com cardápio baseado nas preferências gastronômicas do famoso aviador.

As apresentações nas fazendas são pagas e podem ser compradas através do site do festival (www.festivalvaledocafe.com), mas nas praças públicas, igrejas, parques e palacetes, a programação é de graça. Basta chegar e assistir às atrações, como o Quarteto de Cordas, que toca domingo, às 18h, na Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Paty do Alferes.

Alguns dos municípios ficam a apenas duas horas de viagem do Rio. Dá para ir e voltar no mesmo dia. Mas, se bater aquela preguiça, hotéis-fazenda como o Florença estão disponíveis para abrigar os visitantes atraídos pelo festival. Basta checar se há quartos disponíveis e fazer uma reserva. “O clima aqui é muito família. Mas nesta época vem muito casal também”, diz o dono da fazenda de 1852.

FAZENDA FLORENÇA. Estrada da Cachoeira 1.560, Conservatória (24-2438-0124). Eudóxia de Barros, sarau e brunch: hoje, a partir das 11h. R$ 80. PRAÇA SÃO SEBASTIÃO, TRÊS RIOS. João Bosco e OSBM: hoje, às 20h. Grátis. PARQUE DA CIDADE, BARRA MANSA. João Bosco e OSBM: amanhã, às 20h. Grátis. Até 28 de julho. Programação completa em: www.festivalvaledocafe.com.

Você pode gostar