Por tabata.uchoa

Rio - Nesta quinta-feira, Andréa Beltrão anunciou a chegada do musical “Jacinta”, em são Paulo. A peça, que estreia em 09 de agosto no Sesc Vila Mariana, já ficou seis meses em cartaz no Rio de Janeiro. “A peça é quase uma fábula sobre a nossa profissão. É um passeio pelo mundo do teatro, o que a preenche de significado para nós”, disse Andrea, que é dona de um teatro, o Poeira, ao lado de Marieta Severo.

Questionada sobre o momento dos musicais no Brasil, ela disse que não gostaria de estrelar nenhum sucesso da Broadway. “Para longe de ser um preconceito. Já assisti ao 'Rei Leão', ao 'Família Addams', mas me dá vontade de fazer um musical brasileiro”, disse a atriz, que comemora a oportunidade de dar vida ao texto de Newton Moreno.

Andrea Beltrão participa de entrevista coletivaLeo Franco / Ag. News


Sobre a experiência de soltar a voz no palco, Andrea falou com entusiasmo. “Nós somos cantores péssimos, mas muito esforçados. A gente se rasga no palco. Não é para cantar perfeitinho. Faço aula de canto há quinze anos, mas para ser uma atriz de voz poderosa, não para ser cantora profissional. No início dos ensaios tive vergonha de cantar, mas agora estou tirando de letra”, completou a atriz, que no espetáculo, canta com sotaque de uma portuguesa.

Sobre a faceta, Andrea recebe elogios de Newton. “Ela tem uma técnica incrível e faz o sotaque português maravilhosamente. Já fizemos jutos outros trabalhos, como em ‘As Centenárias’, mas esse trabalho é muito especial. A história de uma atriz muito ruim, bem diferente da Andrea”, explica o autor sobre o tema do espetáculo, que retrata as aventuras de uma atriz portuguesa e sua desastrosa interpretação. “Tenho muito da Jacinta dentro de mim. O tempo inteiro, posso estar sendo Jacinta sem perceber. É a história de todo mundo que começa e tem seus tropeços”.

“Jacinta”, que fica em cartaz até 07 de setembro, tem direção de Aderbal Freire Filho e direção musical de Branco Mello, dos Titãs.

Você pode gostar