Por tabata.uchoa

Rio - Escrito para o teatro pelo libanês Wajdi Mouawad, o filme ‘Incêndios’ foi indicado ao Oscar de melhor estrangeiro e deixou muita gente perturbada. Para o diretor Aderbal Freire- Filho, a força do texto supera as imagens e o teatro mostra o quanto pode mais que o cinema na montagem que marca no Teatro Poeira, a partir de hoje, a volta da atriz Marieta Severo aos palcos depois de seis anos.

Marieta em cena da peça, que estreia hojeDivulgação

“A força do drama é algo que me alimenta. Há um sabor especial em voltar na contramão”, diz Marieta, sobre as muitas comédias em cartaz no teatro e na televisão — como a própria ‘Grande Família’, sucesso na carreira da atriz.

Quando dois irmãos buscam suas raízes, após a morte da mãe — que deixou cartas endereçadas a um pai e a um irmão desconhecidos, a história sugere um thriller que, aos poucos, e ao sabor (amargo) das revelações, ganha forma de tragédia grega. “O autor conduz com inteligência o público através de situações extremas e trágicas”, diz o diretor Aderbal.

Além de Marieta, o elenco traz, em notável sintonia, os atores Felipe de Carolis, Marcio Vito, Keli Freitas, Kelzy Ecard, Fabianna de Mello e Souza, Julio Machado e Isaac Bernat.

Você pode gostar