Por daniela.lima
Rio - Para as Cias. Marginal e Monte de Gente, a cidade é um território livre e a arte, o principal diluidor de barreiras. Nascidas na Maré e no Centro do Rio, respectivamente, as duas trupes teatrais decidiram ir além do palco e de seus locais de origem através da ocupação ‘Desmonte Marginal’, no Sérgio Porto — onde elas e várias vertentes artísticas estão juntas e misturadas, em uma programação que vai de hoje a 26 de janeiro. 
A banda Biltre abre a ‘Desmonte Marginal’, hoje, às 20h Divulgação


“O contexto principal da ocupação é a troca de ideias de artistas sobre as diferentes zonas da cidade”, diz Isabel Penone, diretora da Marginal. Nessa linha, oportunidade para trocar ideias é o que não vai faltar. Hoje, às 20h, as bandas Los Chivitos e Biltre abrem a ‘Desmonte’. Amanhã, o agito já começa a partir das 17h. Tem intervenção no muro do local, com um coletivo gráfico, duelo de passinho, duelo de Bboys e muito mais. Domingo é dia de exposição, com imagens das manifestações desde junho e, para dar um clima, churrasquinho e piscina.

“Vai ser um momento de reflexão política sobre o último semestre”, comenta Isabel, que aproveita e já adianta: “Semana que vem tem mais e a Marginal apresenta o espetáculo ‘Ô Lili’”.
Publicidade
ESPAÇO CULTURAL SÉRGIO PORTO. Rua Humaitá 163, Humaitá (2535-3846). Hoje, às 21h. R$ 20. Amanhã e dom, das 17h às 19h. Grátis. A programação vai até 26 de janeiro. Informações em www.facebook.com/pages/Desmonte-Marginal.