A história de uma violinista no divã é contada no teatro

Bel Kowarick e Marcos Damigo dão vida à musicista e seu psicanalista no drama ‘Dueto Para Um’

Por O Dia

Rio - “Até que ponto você é capaz de se reiventar?”. A pergunta é o principal tema de ‘Dueto Para Um’, que estreia hoje no Espaço Sesc, em Copacabana. Dirigida por Mika Lins, a peça conta a história de uma violinista impedida de exercer a sua vocação, no auge da carreira, em consequência de uma doença degenerativa — a esclerose múltipla. 

Bel Kowarick e Marcos Damigo dão vida à musicista e seu psicanalista no drama ‘Dueto Para Um’Divulgação


Marcos Damigo, que atualmente vive o médico Rubens na novela ‘ Joia Rara’, divide o palco com a premiada atriz Bel Kowarick, na pele do psicanalista Feldman.

“Esse texto, de Tom Kempinski, é da década de 80. O tratamento para essa doença já evoluiu muito, mas esse não deixa de ser um tema bem atual. O espetáculo faz as pessoas pensarem em novas experiências após serem privadas da coisa mais importante de sua vida. Propõe uma reflexão: até que ponto as pessoas são capazes de se reinventar quando algo muito importante é tirado delas?”, explica Marcos.

O drama de Stephanie, personagem de Bel, às vezes, dá lugar ao humor. “A Stephanie é uma mulher arrogante, ‘gênia’ da música, e dá umas patadas muito engraçadas no doutor Feldman. O público gosta muito”, acrescenta o ator, que já esteve na posição contrária na vida real. “Larguei o curso de Agronomia graças às sessões de análise que fiz”.

ESPAÇO SESC. Sala Multiuso. Domingos Ferreira 160, Copacabana (2548-1088). Sex e sáb, às 20h. Dom, às 18h. R$ 20. 90 min. 14 anos. Até 24 de novembro.

Últimas de Diversão