Boca Livre faz 35 anos e lança primeiro disco de inéditas desde 1995

Dividindo o tempo com outros projetos, quarteto se reuniu para fazer ‘Amizade’

Por O Dia

Rio - Músico, cantor e compositor, Zé Renato tem muitos projetos: seu trabalho solo, o para crianças e a dupla Papo de Passarim (ao lado de Renato Braz). Mas encontrou na agenda atribulada espaço para realizar um novo disco do Boca Livre, o famoso grupo vocal que o lançou. ‘Amizade’ é o primeiro trabalho de inéditas do grupo desde 1995 e comemora 35 anos de sua formação: além de Zé Renato, integram o grupo Maurício Maestro (contrabaixo, violão e vocal), David Tygel (viola e vocal) e Lourenço Baeta (flautas, violão e vocal).

“A gente não tem tido uma agenda muito grande: o Maurício mora em Nova York, cada um tem seus trabalhos... Para o público se renovar, um grupo precisa ser mais atuante. Um trabalho novo facilita bastante isso”, observa Zé Renato. “Temos a chance de ampliar esse público. É uma expectativa nossa de unir gerações, juntar quem nos acompanha há um tempo com novos fãs”, explica.

Maurício Maestro (E)%2C David Tygel%2C Zé Renato e Lourenço Baeta%3A com novo disco%2C grupo pretende atrair novos fãsFrederico Mendes

O repertório de ‘Amizade’ reúne desde regravações — como ‘Baião do Acordar’, do pernambucano Novelli, registrada anteriormente pelo autor e por Egberto Gismonti — a inéditas, como a faixa-título, de Mauricio Maestro e Marcos Valle, que participa tocando piano. O álbum traz também Jaques Morelenbaum (violoncelo em ‘Baião do Acordar’) e Danilo Caymmi (flauta, em ‘Tempestade’), entre outros.

“O disco tem um lado divertido, do prazer de estar junto tocando. O sofrimento foi escolher as músicas, testá-las, conseguir chegar a um resultado que agradasse a todos. Porque a gente só canta o que for do agrado de todos, tem que ter 100% de aprovação do grupo. Isso faz com que o processo seja demorado, mais sofrido. Mas o resultado é prazeroso”, comemora Zé Renato.

A turnê chega ao Rio no Teatro Rival, entre os dias 16 e 18 de janeiro, mas a cabeça criativa de Zé Renato não para. “Quero lançar um disco do ZR Trio, que somos eu, Tuti Moreno na bateria e Romulo Gomes no baixo. É um trabalho em que mostro bastante meu lado compositor e instrumentista, mas tem Cartola, Vinicius e Baden, coisas que estão na minha história. Tenho gostado muito de fazer e vou tentar viabilizar por crowd funding.”

Últimas de Diversão