Por daniela.lima

Rio - Com nomes e hábitos diferentes, as quatro irmãs inseparáveis de ‘Confissões de Adolescente’ — livro que inspirou peça e seriado na TV, na década de 90 — agora, ganham versão para o cinema. Mudanças à parte, os temas abordados no filme de Daniel Filho e Cris d’Amato continuam os mesmos. Primeiro beijo, perda da virgindade, namoro, independência e sexualidade são alguns dos tópicos que permeiam o roteiro de Matheus Souza, que, para escrevê-lo, se baseou no diário de Maria Mariana, autora da história original. 

Clara Tiezzi, Bella Camero, Cássio Gabus Mendes, Malu Rodrigues e Sophia Abrahão formam uma famíliaDivulgação


Em vez de Diana, Bárbara, Natália e Carol, elas se chamam Tina (Sophia Abrahão), Bianca (Bella Camero), Alice (Malu Rodrigues) e Karina (Clara Tiezzi). Sob a guarda do pai (Cássio Gabus Mendes), essa turma vivencia desde problemas financeiros às típicas experiências que a maioria dos adolescentes enfrenta, independentemente da geração e classe social a que pertença. A novidade trazida pelo filme é a forma como os jovens se comunicam e relacionam atualmente — mérito do roteirista, mesmo que com alguns excessos ao longo do filme.

As folhas preenchidas por desabafos escritos à caneta do diário de Maria Mariana transformam-se em compartilhamentos em redes sociais. E é assim, entre o mundo virtual e o real, que o quarteto encontra espaço para falar sobre seus dilemas. Tina, a mais velha, está em crise com o namorado e a faculdade. Bianca guarda segredo de todos sobre a identidade de seu novo amor, enquanto Alice aguarda sua primeira transa e a caçula Karina dá seu primeiro beijo.

A união das irmãs, uma das marcas da série exibida pela TV Cultura, entre 1994 e 1996, não se destaca tanto na versão cinematográfica. Talvez pela falta de tempo em meio a tantas questões. Falando nas questões abordadas, algumas delas poderiam ser mais aprofundadas. Em alguns momentos, o bullying e homossexualidade vêm à tona, mas não são bem explorados. Ao falar sobre aborto, fica claro que o assunto ainda é um tabu. Sobre drogas, o máximo que aparece são adolescentes tomando um porre.

Mesmo assim, fazendo de tudo para não chocar e sustentar uma trama leve e engraçada, ‘Confissões de Adolescente’ tem algo de escandaloso. Ao contrário de personagens caricatos, que idiotizam a figura do adolescente, o filme retrata um jovem mais real, e é justamente essa sinceridade o fator mais surpreendente do longa.

As atrizes são ótimas e mergulharam de cabeça nas cenas, inclusive nas de nudez. Georgiana Góes, Daniele Valente, Deborah Secco e a própria Maria Mariana fazem participações afetivas, dando um gostinho de nostalgia aos fãs da série. A versão para o cinema de ‘Confissões...’ não decepciona: pelo contrário, é prazerosa e merece ser conferida.

Você pode gostar