Por daniela.lima
Rio - Ela é polêmica, pois, além de muito rígida, promete um resultado milagroso: queimar nove quilos em um mês. Lançado esse mês nos Estados Unidos, o livro ‘The Fast Metabolism Diet’ (“dieta do metabolismo rápido”, em português), ainda não disponível no Brasil, foi escrito por Haylie Pomroy, nutricionista de Beverly Hills e guru de estrelas como a atriz Reese Whiterspoon e a atriz e cantora Jennifer Lopez. 
Jennifer Lopez faz Dieta do Metabolismo RápidoDivulgação


Para queimar calorias e secar gordurinhas, a dieta propõe dias certos para cada grupo alimentar. Ou seja, às segundas e terças, só carboidratos são ingeridos. Quartas e quintas são os dias das proteínas. Nas sextas, sábados e domingos estão liberadas gorduras boas e frutas de baixo índice glicêmico.
Publicidade
Segundo a nutricionista Andressa Jasmin, apesar de criar variedade alimentar, a ‘Dieta do Metabolismo Rápido’ pode prejudicar a saúde se não for feita com muito cuidado. “O sucesso de uma alimentação está na interação entre os alimentos. O livro é bacana, pois prioriza a qualidade alimentar, mas é muito restritivo. Por exemplo, em uma semana, você só come carboidratos em dois dias. Ele é importantíssimo para gerar energia. E as pessoas precisam priorizar os carboidratos de baixo índice glicêmico.
Do contrário, você só vai acumular gordura e ficar com fome mais rápido. No dia da carne, não pode comer só carne vermelha, tem que variar. Do contrário, a taxa de colesterol pode ser afetada”, avalia a profissional, que ainda alerta: “Perder nove quilos em um mês não é algo saudável. Com uma alimentação balanceada, bebendo muita água, comendo de três em três horas e fazendo atividades físicas, você elimina até cinco quilos sem sofrimento para o corpo e para a saúde.” Veja abaixo sugestão de cardápio da nutricionista baseado no livro.
Publicidade
E os problemas não param por aí. Por ser restritivo demais, o método pode acabar criando uma ilusão em torno da perda de peso. É o que afirma a nutricionista Marcela Frias, da Clínica Dicorp. “Eu sempre digo que uma coisa muito radical nunca pode dar certo. A pessoa perde esses nove quilos, mas não consegue manter esse ritmo de alimentação por muito tempo. É importante que seja feita uma reeducação alimentar, respeitando a individualidade bioquímica de cada um. A mudança de estilo de vida é para ser aplicada a vida inteira, e não só por um certo período de tempo. De nada adianta a pessoa fazer uma restrição alimentar drástica para perder peso em tempo recorde, porque assim que voltar a comer normalmente, os quilos perdidos voltam também e, muitas vezes, acompanhados”, explica. 
CARDÁPIO
Publicidade
SEGUNDA E TERÇA-FEIRA
Café da manhã
Duas fatias de pão integral com mel e meio mamão papaia 
Almoço
Alface com rúcula, tomate, cenoura e arroz integral com feijão
Publicidade
Lanche
Banana com aveia
Jantar
Sopa de abóbora com milho, folhas em geral e cebola
Publicidade
QUARTA E QUINTA-FEIRA
Café
Omelete de clara de ovos com tomate e queijo branco
Almoço
Filé mignon com salada de rúcula e palmito
Publicidade
Lanche
Um copo de iogurte com queijo branco
Jantar
Filé de peixe com brócolis e couve-flor
Publicidade
SEXTA, SÁBADO E DOMINGO
Café da manhã
Maçã e pera picadas com farelo de linhaça
Almoço
Mix de folhas com tomate, pepino, pimentão, azeite extravirgem e semente de girassol
Sobremesa: uma ameixa
Publicidade
Lanche
Suco misto de maracujá com morango e semente de lichia. Duas castanhas-do-pará
Jantar
Mix de folhas, brócolis, berinjela, abobrinha, tomate e cebola com amêndoas e nozes. Sobremesa: damasco seco sem açúcar
Publicidade