Treinamento funcional atrai pessoas em busca de mais facilidades no dia a dia

Exercício ao ar livre inspira pessoas de todas as idades a malhar

Por O Dia

Rio - A rotina de fazer exercícios ficou mais divertida. Tendo a praia como cenário, o Treinamento Funcional inspira pessoas de todas as idades a deixarem o sofá de lado para cair na malhação.
Foi o que fez a estudante de Direito, Fernanda Penna, de 22 anos, que trocou a luta no tatame pela areia fofa da Praia do Flamengo, onde tem aulas no Circuito da Praia.

“Exercício a céu aberto é mais agradável”, defende a moça, que começou a atividade há quase um mês e não parou mais. “Venho três vezes por semana. Não fico com preguiça. Treinar ao ar livre é mais atraente”, diz.

Treinamento funcional na praia atrai pessoas em busca de mais facilidades no dia a diaMaria de La Gala

A estudante é uma dos 150 alunos do projeto comandado pelos sócios e professores de Educação Física, Thiago Porrozzi, 28, e Felipe Marinho, 27, há quase dois anos. “O circuito é um misto de exercícios de treinamento utilizados em vários esportes”, explica Porrozzi, que apostou em um mercado que ainda cresce. “Ilha do Governador e Macaé são bons nichos”, indica.

Lá em Ipanema, no Posto 8, o Treino do Sapo — sob a batuta do professor de Educação Física, Bruno Rosa, 28 — coloca mais de 100 pessoas em movimento. A inspiração inicial veio dos exercícios que praticava quando era jogador de futebol americano. “Muitas pessoas ficam estressadas por passarem o dia inteiro no escritório. Cerca de 90% dos meus alunos querem fugir de espaços fechados”, descreve Bruno, conhecido como Sapo.

Há um ano em meio entre elásticos, cones e hastes, a fotógrafa de 25 anos Júlia Assis adotou a modalidade. “Na praia o tempo passa mais rápido, não tem rotina. O contato com professores e alunos é bem maior. E no final, ainda posso dar um mergulho!”, encerra.

Melhor coordenação e flexibilidade

O professor Marcelo Costa, 49 anos, membro do Conselho Regional de Educação Física (Cref) explica que não existem restrições para a atividade, mas é importante passar por avaliação médica antes de começar. E os benefícios são muitos. “Melhora a coordenação motora, a flexibilidade e a capacidade cardiorespiratória”, enumera o especialista, com 27 anos de carreira. Outra vantagem é o fortalecimento da musculatura profuda do tronco, onde está a coluna vertebral. “Trabalha essa região, que suporta uma sobrecarga no dia-a-dia. Como resultado, a pessoa sente menos dores nas costas e desconforto”, esclarece. Costa explica que os exercícios tradicionais são mais focados no desenvolvimento da força. “A proposta é que o treino atenda à rotina do aluno, nas tarefas cotidianas”, completa.

Reportagem: Larissa D'Almeida

Últimas de Diversão