Por daniela.lima
BNegão e trio estão confirmados no CEP do Méier%2C onde o microfone será aberto a quem quiser falar poesiasDivulgação

Rio - Em agosto serão 24 anos de poesia, teatro, música ou tudo isso junto, em performances apresentadas pelo mestre de cerimônias Chacal, e o primeiro presente de aniversário quem ganha é a Zona Norte. O CEP Vinte Méier estreia hoje no Imperator — o Centro Cultural João Nogueira —, levando à casa de shows, habituada a grandes nomes do ‘mainstream’, as boas vibrações do CEP 20.000, um dos mais importantes eventos do circuito alternativo carioca.

“Há uma atração mútua entre as Zonas Sul e Norte, onde a demanda é forte pela cultura. Contamos com essa troca, e queremos os poetas de lá no palco. O Heyk Pimenta e o pessoal da Roda Cultural do Méier vão participar, assim como o BNegão, parceiro antigo do CEP”, diz Chacal. Ele pretende encenar um trecho de sua peça ‘Uma História à Margem’, em que lembra da primeira edição do evento, em 1990, uma noite chuvosa que lotou o Espaço Cultural Sérgio Porto, no Humaitá.

O rapper BNegão, que pintará com trio de DJ, trompete e voz, vai estrear na casa de shows e aposta em noite “clássica” no Méier. “Todos me dizem que o Imperator está maravilhoso, e o CEP vai levar uma galera nova para lá, oxigenar o espaço. Há grandes chances de ser espetacular”, afirma o rapper, que está em turnê com seu grupo Seletores de Frequência.
Já estão marcadas quatro edições do CEP Vinte Méier no Imperator, até agosto, sempre na primeira terça-feira de cada mês. O evento começa às 20h, e os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia entrada).

Você pode gostar