Por daniela.lima
A chef em ação%2C testando receitas na cozinha de seu site ‘Panelinha’Divulgação

Rio - Em 2000, a ex-modelo Rita Lobo, então à frente de um restaurante, resolveu criar um site de receitas culinárias, testadas uma a uma. Quatorze anos depois, o Panelinha (www.panelinha.com.br), o primeiro site brasileiro do gênero, é visitado por mais de 500 mil usuários por mês.

Com o sucesso na internet, Rita alçou novos voos, e hoje apresenta os programas ‘Pitadas da Rita’, na rádio Eldorado, e ‘Panelinha’, na rádio Estadão (ambas em São Paulo); está na TV com o ‘Cozinha Prática’, no GNT, exibido às segundas-feiras, às 20h30, e é publisher do selo Panelinha, da editora Companhia das Letras — pelo qual acaba de lançar seu quinto livro, ‘Pitadas da Rita — Receitas e Dicas Práticas para Deixar o Dia a Dia Mais Saboroso’ (Ed. Panelinha, 312 págs., R$ 89,90).

O livro traz dicas de pratos rápidos testados durante dois anos no blog ‘Pitadas’, que ela mantém no ‘Panelinha’. Todos são harmonizados com música e separados por cor: os das parte azul são para viajar na cozinha, receitas com inspirações internacionais. A parte verde traz os sustentáveis. Os da parte amarela são ensolarados, generosos, pratos com jeito de casa de mãe. E, por último, os vermelhos, que exigem preparações com mais intensidade — “e um pouco de insanidade”.

“Fazer o quinto livro ao mesmo tempo é mais fácil e não é, porque você sempre quer fazer uma coisa diferente. Por isso, os pratos foram organizados por cor em vez de curso (entrada, principal e sobremesa) e têm trilha sonora”, explica Rita. “Por outro lado, tem o fato de que conheço melhor todos os processos de publicação, penso no texto já olhando para a foto, a diagramação da página...”, descreve ela, que já lançou mais dois autores pelo selo e tem a caminho obras de três outros.

A própria chef não sabe como dá conta de tantas atividades ao mesmo tempo. “A primeira coisa que eu sou é mãe. Sou muito dedicada. Não do tipo que vai sempre levar a todos os cantos, mas o que ocupa a minha cabeça em primeiro lugar são os filhos. Depois, vem o trabalho, onde eu me realizo muito. A cada projeto novo, eu penso que não vou dar conta. As mulheres em geral fazem muita coisa, estão trabalhando muito. No meu caso, em especial, o bom é que tenho uma equipe muito legal”, conta Rita, mãe de Gabriel, 12 anos, e Dora, 9. 

Macarrão de Forno com AbóboraDivulgação


A trajetória bem-sucedida da chef coincide com um boom da gastronomia no país nos últimos anos. “O Brasil é um país que foi colonizado, teve escravatura. Cozinhar era considerado uma atividade menor até 20 anos atrás, muita gente tinha empregada em casa cozinhando. Isso é uma coisa menos civilizada, os países mais ricos não têm tanta mão de obra doméstica, e a que tem é muito cara, um luxo. No Brasil, isso vem acontecendo, e, com isso, uma necessidade de as pessoas cozinharem. Não dá para comer fora todo dia nem só comer comida pronta, se você quiser ser minimamente saudável. Além disso, a gastronomia virou uma área valorizada como profissão”, analisa.

Pioneira na internet brasileira, ela acompanhou as mudanças na rede e hoje tem mais de 30 mil seguidores no Instagram, onde interage com leitores — por exemplo, propondo desafios semanais. “É maravilhoso! É um contato próximo, íntimo. Você vê que as pessoas usam o que você faz, que está fazendo sentido”, elogia Rita. “A internet trouxe a possibilidade de pessoas como eu hoje terem uma marca importante, surgida na rede. Há 14 anos, levanto, tomo café e trabalho no site todos os dias”, comemora. E, mesmo testando receitas semanalmente para o ‘Panelinha’, aos 38 anos ela mantém uma forma que não deixa nada a desejar à da Rita dos tempos de modelo. “Na minha família, todo mundo é magro. Mas mantenho uma alimentação saudável, regrada, com hora para comer. Não abro mão de nada, sigo a regra de comer pouco de tudo”, revela.

PIÑA COLADA

NUMA COQUETELEIRA, junte uma dose de rum com outra de leite de coco e duas de suco de abacaxi. Ou seja, ¼ de xícara (chá) de rum e de leite de coco e ½ xícara (chá) de suco de abacaxi. Adoce com ½ colher (sopa) de açúcar, se quiser. Feche e bata até ficar cremoso. Transfira para uma taça com gelo e sirva a seguir. Fácil, né?

Um detalhe: só vale se você for fazer com leite de coco preparado em casa. Decore com um triângulo de abacaxi preso com um palito a uma cereja ao marasquino.

Você pode gostar