Pitty retoma pegada roqueira em novo CD, 'Setevidas'

Cinco anos depois de seu último lançamento solo, Pitty deixa os sons acústicos do duo agridoce

Por O Dia

Pitty posa para divulgação do novo CDDivulgação

Rio - ‘Nada muda minha vontade sobre o que vou fazer, sempre foi assim, nunca fiquei esperando que o rock fosse moda para fazer. É uma necessidade interna. Quem tem banda e curte rock tem que dar seu jeito, e ir se adaptando”, decreta Pitty.

A roqueira baiana andou menos roqueira desde 2011, quando passou a se dedicar ao duo Agridoce, de sonoridades acústicas, ao lado do guitarrista Martin, também integrante da banda dela. Sem lançar disco solo — ou melhor, do grupo que leva seu nome, conforme ela faz questão de ressaltar — desde ‘Chiaroscuro’ (2009), ela dispara agora ‘Setevidas’, CD no qual retoma o peso e a atitude típica do rock.

“O peso é sentido tanto nas letras críticas e conscientes quanto no som”, conforme classificou o crítico musical do DIA, Mauro Ferreira, em sua avaliação sobre o álbum na coluna semanal ‘No Estúdio’.

“O período que passei sem gravar solo me deu tempo para respirar e dar uma aliviada na cabeça das pessoas sobre o conceito que tinham sobre meu som. Daí estarem saindo agora críticas sobre esse disco falando que é minha música mais madura. Eu já acho que meu som está dessa forma há muito tempo, e só agora as pessoas estão percebendo isso. Mas eu entendo que, com o passar dos anos, fique mais fácil de as pessoas perceberem isso”, considera ela.

Esse tempo que ficou sem gravar solo também acarretou uma baixa na banda: o baixista Joe entrou na Justiça, insatisfeito, entre outras coisas, por ter ficado sem tocar (e ser remunerado) durante o período em que o grupo ficou na geladeira (leia mais no destaque). “O Agridoce me trouxe um novo público. Fez com que as pessoas olhassem de outra forma para o meu trabalho. Quanto ao som, é uma proposta musical muito diferente. Foi muito positivo, um passo além em termos de carreira”, avalia ela.

No Rio, os shows de lançamento de ‘Setevidas’ estão marcados para os dias 15 e 16 de agosto, no Circo Voador, na Lapa. “Tenho um DVD gravado no Circo, é um palco muito importante para mim, e onde me sinto em casa”, diz ela.

Briga na Justiça

Em 2013, foram publicadas no Twitter pessoal de Pitty mensagens como “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão” e “Traição de amigo é pior que de marido, antes a fraqueza pela carne do que pelo dinheiro (alheio, o que é ainda mais feio)”, que deixaram muitos de seus fãs confusos e hoje foram interpretadas como indiretas ao processo movido pelo baixista Joe.

Perguntada por O DIA sobre o caso, a cantora se limitou a dizer: “Não posso falar disso, porque meu advogado falou para deixar quieto. Eu sou muito sincera, abro o meu coração e depois me ferro.”

Últimas de Diversão