Arquidiocese libera uso da imagem do Cristo Redentor no filme 'Rio, Eu Te Amo'

Longa poderá contar com episódio 'Inútil Paisagem' dirigida por José Padilha. Estreia está prevista para 11 de setembro

Por O Dia

Filme será lançado no Brasil no dia 11 de setembroDivulgação

Rio - A assessoria de imprensa da produtora Conspiração Filmes, responsável pelo longa “Rio, Eu Te Amo” informou através de comunicado oficial que a Arquidiocese do Rio não irá se opor ao uso da imagem do Cristo Redentor em um episódio do filme dirigido por José Padilha intitulado "Inútil Paisagem". A nota diz que "o Vicariato para a Comunicação Social e a Assessoria de Imprensa da arquidiocese entenderam que o episódio não visou interesse religioso no trato à imagem do Cristo Redentor, portanto não houve desrespeito ao Cristo ou à religião católica". Confira a nota na íntegra.

"Arquidiocese do Rio de Janeiro informou aos produtores do filme “Rio, Eu Te Amo” que não irá se opor ao uso da imagem da estátua do Cristo Redentor para a história “Inútil Paisagem”, de José Padilha.
Segundo o comunicado recebido pelos produtores, o Vicariato para a Comunicação Social e a Assessoria de Imprensa da Arquidiocese entenderam que o episódio não visou interesse religioso no trato à imagem do Cristo Redentor, portanto não houve desrespeito ao Cristo ou à religião católica.

Apesar do prazo muito apertado - o filme estreia no Brasil em 11 de setembro -, os produtores vão trabalhar intensamente e esperam poder incluir o episodio na versão para os cinemas brasileiros. Na história dirigida por José Padilha, o personagem interpretado por Wagner Moura é um homem em crise que, durante um voo de asa delta, usa a estátua do Cristo como interlocutor para extravasar seus pensamentos."

Últimas de Diversão