Por karilayn.areias
Publicado 24/10/2014 18:26 | Atualizado 24/10/2014 18:28
Giba%3A ‘Não me comparo ao Hilbert nem a ninguém’Divulgação

Rio - Giba anda surpreendendo com tantos atributos. Quem diria que o ex-jogador de vôlei iria tão longe na ‘Dança dos Famosos’? E quem poderia imaginar que ele tem dotes culinários incríveis? Para provar que seus predicados vão muito além de sua habilidade nas quadras e seus olhos azuis, Giba acaba de estrear seu programa gourmet ‘Giba Bom de Garfo’, exibido em suas redes sociais e em seu site oficial (www.gibabomdegarfo.com.br). Mesmo com a televisão explorando esse gênero, colocando bonitões como Rodrigo Hilbert com a barriga no fogão, Giba garante que não quis fazer nenhuma cópia nem tenta se comparar.

“Não me comparo ao Hilbert nem a ninguém. Eu sou eu e faço uma coisa mais à vontade. Cada um tem o seu estilo, sua vivência. É difícil responder sobre isso. É como se você me perguntasse quem foi o meu melhor técnico. Eu responderia que eu aprendi um pouco com cada um. Não gosto de fazer comparações. Fico feliz de poder mostrar esse trabalho”, comenta Giba. “Muita gente não sabe que eu cozinho e muita gente não imaginava que eu pudesse dançar bem. Como também não sabiam que o Hilbert dançava bem e ele acabou ganhando a ‘Dança do Famosos’.”

Tudo começou com uma brincadeira entre amigos, quando Giba resolveu fazer alguns pratos para que eles provassem. “Foi quando o Danilo (Sacramento, diretor) teve a ideia de fazer o programa. Meu pai e minha mãe cozinhavam muito e eu sempre procurei aprender. Aos 16 anos, fui morar fora e tive que me virar sozinho”, explica. Mesmo longe dos pais, Giba nunca quis saber de macarrão instantâneo para matar sua fome. “Nunca fiz nada dessas coisas rápidas, até porque não acho uma comida saudável. O trivial, arroz, feijão e ovo, sempre tinha.”

Giba ainda afirma que não tem uma comida preferida e que é bom em tudo que cozinha. “Busquei conhecimentos no exterior, na Itália, Rússia. Procurava saber como funcionavam os pratos, como eram feitos, montados, e tinha curiosidade pelas misturas que faziam. Lá fora, por exemplo, muitos restaurantes são negócios de família, passam do bisavô para o avô, de pai para filho”, enfatiza ele, que não acha que sua beleza seja um chamariz de audiência. “Não vejo por esse lado. O que eu quero é passar um pouquinho das experiências que tive em viagens, mostrar a história de cada prato.”

Quase na reta final da ‘Dança dos Famosos’, Giba diz que não teme um concorrente específico. Ele também conta que está orgulhoso de sua atuação no quadro do ‘Domingão do Faustão’ e que já está satisfeito com o que conseguiu até agora. “A evolução do ‘Dança’ está muito grande e eu estou muito feliz não só por pensar que posso chegar até a final, mas por ter feito amigos muito queridos lá. Tenho muito orgulho disso e sei que todos ali têm seu valor.” Mas Giba não deixa de confirmar que se surpreendeu ao se ver rebolando o popozão no funk: “É um novo ensinamento na minha vida. Fiquei feliz de ver esse lado que eu não conhecia.”

Você pode gostar