Por felipe.martins

Rio - Nadar em meio à tempestade é o que Guilherme Leicam vai fazer em ‘Alto Astral’, que estreou segunda-feira marcando 29 pontos de audiência no Rio e 25 em São Paulo. Na pele do nadador Gustavo, o ator, de 24 anos, vai aprontar todas, depois de se destacar como o problemático Laerte da primeira fase de ‘Em Família’. “Posso dizer que o Gustavo é o meu primeiro vilão, porque o Laerte era emocional, ciumento, mas não tinha a intenção de fazer maldades. O Gustavo é um cara cínico, que faz a encrenca acontecer. Ele não é desculpável, é um bad boy”, define.

"Minha namorada (Bruna Altieri) que reclama%2C diz que fica pinicando quando encosta em mim"%2C conta o atorAg. News

Ainda assim, Guilherme defende seu novo personagem. “Como ator, tenho que defender o Gustavo. Não vou dizer que ele é um cara que faz maldade a troco de nada. Eu acredito que ele é desse jeito porque perdeu os pais muito cedo e se revoltou com a vida”, analisa. O que mais incomoda o ator é a falta de valores do vilão de ‘Alto Astral’. “Amor e família não têm a menor importância para ele, que só quer ser o campeão de natação e ter dinheiro. O Gustavo faz ‘bullying’ com a irmã, Bia (Raquel Fabbri), chamando-a de gorda, e ainda é racista. Os valores do Gustavo são distorcidos”, comenta.

E que ninguém se engane com as declarações de amor que Gustavo vai fazer para Gaby (Sophia Abrahão). “Não é por acaso que ele é apaixonado pela menina mais rica da cidade. O Gustavo é interesseiro, não sei se ele está apaixonado ou se ele vê nela a possibilidade de crescer, subir na vida. Eu acho que o Gustavo está visando grana ao se aproximar da Gaby”, analisa.

Para dar vida ao bad boy da nova novela das 19h, Guilherme não teve o menor problema em mudar o visual. Pelo contrário: se reinventar fisicamente para um personagem é um prazer que brota até diante da possibilidade de sentir dor. “Já tinha depilado o corpo para fazer o Peter Pan no teatro e sabia que teria que fazer o mesmo na novela, porque o Gustavo é nadador. Mas escapei! Dessa vez, raspei o corpo, não depilei, não (risos). Só a minha namorada (Bruna Altieri) que reclama, diz que fica pinicando quando encosta em mim. Além de estar com o corpo sem pelo, também raspei o cabelo dos lados. É importante mudar para o personagem”, acredita.

Novas possibilidades são bem-vindas para Guilherme em diversos aspectos. Mesmo em ascensão na carreira de ator, ele está buscando novos caminhos profissionais. Recentemente, Leicam criou uma produtora, a Dialética Filmes. “Abri um estúdio e a minha intenção é fazer pilotos para TV, videoclipes, produtos para a internet. Fui investindo em equipamento de luz, áudio, e vi que dava para ganhar dinheiro com isso. Até então era hobby. Estou tocando a produtora aos poucos, mas, futuramente, quero trabalhar como diretor, desenvolver esse lado. A gente está aqui (nos estúdios do Projac) aprendendo todos os dias. Gosto de ficar nos bastidores”, diz.

O interesse pelo universo que fica atrás das câmeras surgiu com força em Goiás, onde Guilherme permaneceu por 20 dias no ano passado para gravar as primeiras cenas da novela ‘Em Família’. “Em Goiás, a gente tinha calma para gravar, então pude estudar a beleza da fotografia, ver o trabalho do Jayme (Monjardim, diretor) no dia a dia. Fiz muitas amizades com o pessoal da técnica e daí surgiu a ideia da produtora. ‘Em Família’ foi o trabalho que me deu grande visibilidade e a ideia do estúdio, que é o meu momento de criação. Desenvolvo mil coisas lá.”

Você pode gostar