'Bate-coxa' no Centro no Dia Nacional do Forró

Bandas clássicas e contemporâneas do ritmo se reúnem na Praça Tiradentes

Por O Dia

Rio - Nos anos 90, um milagre — como o descrito no ‘Xote dos Milagres’, do Falamansa — aconteceu na música carioca. Boa parte da juventude do Rio adotou o bate-coxa do forró, que passou a lotar casas noturnas e a vigorar na noite local.

Realizado neste sábado na Praça Tiradentes, o 6º Dia Nacional do Forró promove um encontro de forrozeiros e relembra essa época, trazendo jovens como Mauricio Paraxaxar, Mala e Cuia e Mariana Melo e nomes históricos como o Trio Nordestino, Trio Juazeiro e Zé Calixto.

Trio Nordestino%3A grupo clássico no forróDivulgação

“Essa cultura dos anos 90 foi se diluindo. Mas o forró ainda é forte no Rio”, lembra a produtora do evento, Mariane Moraes. “Há muitos músicos da nova geração, sejam filhos de nordestinos ou cariocas amantes do estilo.”

Ela comemora em especial os shows dos veteranos, entre as mais de 15 atrações. “Geralmente os mais tradicionais, como o ‘seu’ Zé Calixto, estão tocando no Nordeste nessa época. O evento está com uma estrutura maior e é um prazer tê-los aqui”, diz.

PRAÇA TIRADENTES, s/nº, Centro. Neste sábado, a partir das 15h.

Últimas de Diversão