Bia Willcox: Quem nós merecemos?

Cada um tem o direito de escolher com quem quer e com quem não quer ficar

Por O Dia

Rio - Há poucos dias viralizou na internet a foto de um rapaz segurando um cartaz que dizia: ‘Não mereço mulher rodada.’ Depois dos primeiros segundos de revolta e de imaginar como deveriam estar sendo as reações ao cartaz, parei na seguinte reflexão: “Que tipo de pessoas merecemos?”

Todo mundo roda o quanto e como quer. Os sufis islãos giram dias a fio em busca de elevação espiritual. A baiana roda e muito bem rodada. O pião e a roleta também rodam bem. A bolsinha roda na ralação diária de algumas. Aquele que acha que não merece mulher rodada pode ter mais de uma razão para tal medo e merece ser analisado com outras lentes.

Cada um tem o direito de escolher com quem quer e com quem não quer ficarAgência O Dia

1) Ele é um pobre coitado sem personalidade que morre de medo de deixar de ser aceito em seu grupo por estar com garota ou mulher rodada.

2) Ele pode ter tido uma criação preconceituosa, e sabemos o quanto é difícil se descolar do machismo arraigado por gerações.

3) Ele tem medo de apostar e se envolver com quem ‘passa o rodo’, inferindo que esse alguém não quer se envolver com ninguém e pode fazê-lo sofrer.

4) Ele imagina que vai sofrer com alguém que ‘pega geral’ .

5) Ele é tolinho de achar que quem vende para ele a imagem de que não rodou, realmente não roda nada.

6) Ele acha que não merece mais sofrimento pelo fato de ser um ciumento patológico, que sofre com o passado das mulheres com quem se relaciona.

Dá para entender, não? Entender dá. Respeitar, eu respeito. Cada um tem o direito de escolher com quem quer e com quem não quer ficar. Mas eu não compro para mim. Não compro quem procura estereótipos. Não compro quem tem como única referência padrões sociais de comportamento. O amor é assimétrico, imprevisível e anárquico. Tal qual os seres humanos. Quem se fecha em rótulos preconceituosos perde o melhor da festa.

É aqui que eu volto para a pergunta inicial: quem nós merecemos? Rodadas ou estáticas, autênticas ou não, que a gente mereça pessoas finas, elegantes e sinceras que nos amem de verdade e nos façam felizes. E que o mundo gire e dê voltas.

Últimas de Diversão