Gilberto Gil é só luxo ao recair no samba de João

‘Gilbertos samba’ expande o diálogo de Gil com a obra de João em roteiro que inclui sambas do repertório do próprio Gil

Por O Dia

Rio - Um dos melhores discos de 2014, o CD ‘Gilbertos samba’ expôs a maestria de Gilberto Gil ao celebrar o repertório e o legado de João Gilberto sem cair na tentação de imitar o mestre na arte do canto. ‘Gilbertos samba’, o DVD recém-posto nas lojas pela gravadora Sony Music, expande o diálogo de Gil com a obra de João em roteiro que inclui sambas do repertório do próprio Gil, como ‘Mancada’ e ‘Meio de campo’.

Gilberto Gil expande o diálogo com o repertório de João Gilberto na gravação do show ‘Gilbertos samba’Fernando Young / Divulgação Sony Music

Infelizmente, por questões jurídicas, o DVD chegou ao mercado sem música fundamental no roteiro original do show: a versão com letra de ‘Um abraço no Bonfá’, tema instrumental composto e gravado por João (em 1960) para reverenciar o compositor e violonista carioca Luiz Bonfá (1922 — 2001). No show, ‘Um abraço no Bonfá’ se aninhava com ‘Um abraço no João’, choro de Gil mantido no roteiro do DVD filmado no Teatro Municipal de Niterói, em setembro, sob a direção do cineasta Andrucha Waddington.

Ausências à parte, a gravação ao vivo reproduz com fidelidade o requinte de um show que roça a perfeição do disco de estúdio. Em cena, o violão de Gil se afina com as sutilezas da bateria, da percussão e do MPC de Domenico Lancellotti e com o acordeom de Mestrinho. Produtor do disco ao lado de Moreno Veloso, Bem Gil compõe a cena, se revezando no toque de vários instrumentos. Cena que ganha a adesão de Moreno Veloso em ‘Gilbertos’, música que Gil fez para o disco de estúdio.

Alocado no bis, o samba ‘Aquele abraço’, sucesso de Gil em 1969, faz todo sentido no show por ser endereçado a João e a Dorival Caymmi (1914 — 2008), compositor baiano presente no roteiro por ter sido gravado por João e por ter influenciado o próprio Gil. As lembranças de ‘Milagre’ e ‘Rosa morena’ amarram os fios da meada do projeto em que Gil cai no samba de João com a voz grave dos tempos da maturidade.

Enfim, João pode ter gostado ‘mais ou menos’ do CD ‘Gilbertos samba’,mas Gil é luxo só ao recair no samba de João Gilberto.

Últimas de Diversão