Série, novela e filme: Tatá Werneck fala sobre os planos para 2015

Atriz conversou com O DIA sobre sua atribulada rotina e revelou que está com a agenda lotada até 2017

Por O Dia

Rio - ‘A gente está ainda em 2014, é isso?”, pergunta Tatá Werneck. Com a agenda lotada até 2017, a atriz anda perdendo a noção de tempo. É que o 2015 dela já começou em ritmo de maratona. É série no Multishow, novela na Globo e o filme ‘Loucas Pra Casar’, que entra em cartaz na quinta-feira. Depois disso tudo, a atriz calcula que já será quase Natal, mas não se importa com a correria. Pois só aí chega o momento mais aguardado por ela: as filmagens de uma comédia dramática de sua autoria, sobre uma mulher com TOC (Transtorno Obsessivo-Compulsivo).  

Tatá caracterizada como a Maria de ‘Loucas Pra Casar’Divulgação


“Para mim, 2015 só começa em novembro, quando a novela acaba”, diz Tatá, que será Danda no próximo folhetim das 19h, ‘Lady Marizete’, de Alcides Nogueira. “Minha personagem é a melhor amiga da Marizete (Bruna Marquezine), com quem vive várias aventuras”, comenta a atriz sobre a trama, em que ela e a protagonista vão tentar a sorte nos Estados Unidos, porém, acabam tendo que voltar à comunidade de Paraisópolis (em São Paulo). 

Depois disso, ela recompõe as energias por uma semana para poder virar a página e começar a rodar o seu longa-metragem, ainda sem título. “Convivi com muitas pessoas que têm TOC e sempre quis fazer um filme sobre isso. Porque, ao mesmo tempo que acho muito engraçado, também acho muito trágico. Por isso, é uma história que não vai ter um riso descompromissado, sabe?”, adianta ela. Tatá assume que também sofreu com vários TOCs quando era criança. 

“Cara, eu tinha um TOC com o tapete do meu quarto, que não podia ser pisado. Outra coisa é que precisava tocar nos cantos das paredes. Era como um debulê (passo de balé): eu ia girando pelos lugares. Mas hoje em dia eu tenho... Não, não é TOC o que eu tenho. Passou”, revela a atriz, que assina o roteiro junto a Teo Popovici e Paulinho Caruso. 

Apesar da agenda de Tatá prever um 2015 que começa e termina com cinema, a atriz assume que essa é uma área ainda pouco dominada por ela. “Não é simplesmente chegar e fazer. Você tem que sincronizar o seu talento com a luz perfeita, com o melhor enquadramento... É difícil! Estou descobrindo isso agora”, confessa ela, que estreia o seu segundo maior papel na telona em ‘Loucas Pra Casar’, de Roberto Santucci. 

No filme, ela interpreta uma jovem que não poupa esforços para manter o relacionamento com o namorado (Márcio Garcia). A obsessão com o casamento só aumenta quando ela conhece duas supostas amantes dele (Suzana Pires e Ingrid Guimarães). “Já tinha convite para seis longas, e eu seria protagonista em cinco deles. Mas só poderia escolher um. Decidi fazer esse (‘Loucas Pra Casar’) porque sou muito fã da Ingrid Guimarães”, diz ela sobre a atriz, que lhe fez o convite para participar do seu primeiro longa, o ‘De Pernas Pro Ar 2’. 

Ingrid confirma a história entre gargalhadas: “A Tatá ainda não era esse sucesso todo na época, mas eu a achava muito engraçada. Um dia, a encontrei em um restaurante. Fui até a mesa dela e falei: ‘Tudo bem? Adoro você. Quer fazer o meu filme?’ Ela quase desmaiou! Queria pagar a minha conta e tudo!”, lembra-se. “No dia da filmagem, ela chegou megatímida, fazendo tudo errado, não sabia nem ficar em frente à câmera. A Tatá vai na graça só para enfrentar essa timidez. Senti uma sintonia, daí comecei a falar bem dela para todo mundo e ela fez esse megassucesso.” 

Mesmo já não sendo caloura no set desta vez, nas filmagens de ‘Loucas Pra Casar’ ela foi pega de surpresa e usou novamente a tática da graça para superar a vergonha. “A primeira cena que eu fiz do filme foi assim: me disseram ‘tira a roupa’. Eu não sabia que ia precisar ficar nua. Estava acima do peso — e estou até inventando que era por causa da personagem —, aí tirei a roupa logo para o Márcio Garcia. Olhei para ele e disse para focar no peito, e não na barriga!”, brinca Tatá. 

Ela se considera completamente diferente de sua personagem.“Não sei que tipo de mulher eu sou. Mas esse tipo submissa é que não. Acho que estou mais para aquela tipo ‘brother’, que fica amiga dos caras, sabe?”, revela ela, que tem uma visão diferente do matrimônio. “O casamento hoje em dia não é mais aquele em que duas pessoas se amam e escolhem ficar juntas. Tem toda uma instituição por trás. Não tenho vontade de me casar assim. Para mim, casamento é um comum acordo entre duas pessoas que não precisam de papel nem de nada”, sentencia a atriz, que nunca se casou na igreja, mas viveu por oito anos com o engenheiro Felipe Gutnik. 

Além do cinema e da novela, Tatá ainda se divide entre a segunda temporada do humorístico ‘Tudo Pela Audiência’, no Multishow, que apresenta ao lado de Fábio Porchat. No dia seguinte do final do folhetim, previsto para outubro, ela já emenda com as gravações da série ‘Vai Que Cola’, também no canal a cabo. “As pessoas me veem e não sabem o tamanho do perrengue que eu passo. Uma época, estava fazendo ao mesmo tempo um trabalho onde eu tinha dez gravações diárias com várias personagens e o ‘Vai Que Cola’. Então, é realmente uma maratona muito louca.”

Últimas de Diversão