Por daniela.lima

Rio - Senhoras e senhores, desliguem seus celulares e façam silêncio, pois o espetáculo já vai começar! Depois da virada de ano, as cortinas se abrem para a temporada 2015 de teatro. Entre as estreias, seis espetáculos prometem movimentar os palcos do Rio a partir deste fim de semana: ‘Perdas e Ganhos’, ‘Frida y Diego’, ‘Eu e Ela’, ‘Nem Freud Explica’, ‘Eu Não Dava Praquilo’ e o musical ‘Bilac vê Estrelas’. 

Leona Cavalli vive a pintora mexicana Frida Kahlo na peça ‘Frida y Diego’%2C com texto de Maria Adelaide AmaralDivulgação


Em seu primeiro monólogo, Nicette Bruno ganha o carinho e o apoio da filha Beth Goulart, que assina a direção de ‘Perdas e Ganhos’, espetáculo que faz uma reflexão sobre algumas passagens da vida. “Me ofereceram esse trabalho há quase cinco anos e eu fiquei muito entusiasmada. O Paulo (Goulart, marido da atriz, que morreu no ano passado) também me estimulou muito a aceitar o convite. Mas, logo depois, descobrimos a doença dele e tive que adiar. Agora, resolvi retomar o projeto e fazer essa homenagem a ele”, festeja Nicette.

O texto, baseado no livro homônimo de Lya Luft, fala sobre superação e também vem ajudando a atriz a lidar com a ausência do marido. “Essa narrativa dá muita força. Muitas vezes damos muita importância às perdas e esquecemos dos ganhos. Tenho certeza de que as pessoas vão se identificar em algum momento”, acrescenta a atriz.

Assumindo um visual muito diferente do seu, mas bem familiar do grande público, Leona Cavalli estreia o espetáculo ‘Frida y Diego’ no Teatro Maison de France, na pele da famosa artista mexicana.

“É um privilégio interpretá-la. Foi uma artista que influenciou o mundo não só pela obra, mas também pela sua postura como mulher, como uma feminista e uma pessoa apaixonada pelas causas humanitárias e pela beleza”, conta Leona. A atriz chegou a viajar para o México para se aprofundar um pouco mais na biografia de Frida. José Rubens Chachá faz par com Leona na peça de Maria Adelaide Amaral, que tem direção de Eduardo Figueiredo, interpretando o grande amor da vida da artista, o também pintor Diego Rivera. 

Em homenagem aos 450 anos do Rio, entra em cena no Sesc Ginástico o musical ‘Bilac Vê Estrelas’, inspirado no livro homônimo de Ruy Castro. Dirigido por João Fonseca, o espetáculo tem trilha sonora original de Nei Lopes, um dos grandes letristas do samba carioca e pesquisador de histórias e costumes da cidade. “O Olavo Bilac começa a peça (é vivido pelo ator André Dias) com uma fã o procurando na Confeitaria Colombo. Ele era quase um Cauã Reymond, na dimensão da fama. As meninas ficavam atrás dele, loucas com suas palavras românticas, havia um teor erótico nos poemas”, ressalta João Fonseca.

A comédia ‘Eu e Ela’, primeiro texto para teatro assinado por Guilherme Fiuza (jornalista e autor, entre outros, do livro ‘Meu Nome Não É Johnny’, que deu origem ao filme homônimo), tem direção de Ernesto Piccolo e levanta questões sobre o universo feminino. Já a comédia dramática ‘Eu não Dava Praquilo’, com direção de Elias Andreato, narra passagens da vida da renomada atriz Myriam Muniz através da interpretação de Cassio Scapin.

‘Nem Freud Explica’, de João Luiz Fiani, completa a lista de estreias com a história de um homem, interpretado por Marino Jr., que vive atormentado por provocar crises de risos nas pessoas. 

PRÓXIMA SEMANA

Quem já quer garantir um espaço na agenda para conseguir assistir a todas estreias que vêm por aí pode anotar! O espetáculo ‘S’imbora, O Musical — A História de Wilson Simonal’ inicia temporada na próxima sexta, no Teatro Carlos Gomes. A obra de Nelson Motta e Patrícia Andrade, com direção de Pedro Brício, fala sobre a trajetória do cantor, que, após ser acusado de delator na época da ditadura, entrou em um exílio artístico de onde nunca mais saiu.

“O fato de Simonal ter ficado afastado de seu próprio público é o que mais me toca. É a maior dor que um artista pode ter. Ainda mais no caso de um cara com o poder de comunicação dele, que teve tanto público”, diz Ícaro Silva, intérprete do cantor no musical.

O espetáculo ‘Para os Que Estão em Casa’, com texto e direção de Leonardo Netto, também entra em cartaz dia 15, no Espaço Sesc. E a peça ‘Boa Noite, Mãe’, de Marsha Norman, com direção de Hugo Moss, estreia no mesmo dia, na Sede das Cias. Já ‘No se Pude Vivir Sin Amor’, uma homenagem ao escritor Caio Fernando Abreu, começa temporada dia 16, no Espaço Sesc. 

Elenco do musical ‘Bilac vê Estrelas’%2C que tem direção de João Fonseca e faz uma homenagem ao Rio Leo Aversa

ESTREIA

BILAC VÊ ESTRELAS
Texto: Heloisa Seixas e Julia Romeu. Músicas: Nei Lopes. Direção: João Fonseca. Com André Dias, Izabella Bicalho, Tadeu Aguiar, Alice Borges, Sergio Menezes, Reiner Tenente, Jefferson Almeida, Saulo Segreto e Gustavo Klein. Baseada no livro homônimo de Ruy Castro, homenageia a cidade do Rio de Janeiro por seus 450 anos. Teatro Sesc Ginástico. Avenida Graça Aranha 187, Centro (2279-4027). De sex a dom, às 16h. R$ 20. 100 min. 12 anos. Até 22 de fevereiro.

EU E ELA
Texto: Guilherme Fiuza. Direção: Ernesto Piccolo. Com Cláudia Mauro. Participação especial: Stella Brajterman e Andre Dale. Espetáculo aborda a solidão feminina através do encontro entre uma mulher e uma barata dentro de um apartamento. Teatro Ipanema. Rua Prudente de Morais 824, Ipanema (2267-3750). Sex e sáb, às 21h. Dom, às 20h. R$ 40. 60 min. 14 anos. Até 8 de março.

EU NÃO DAVA PRAQUILO
Texto: Cássio Junqueira e Cassio Scapin. Direção Elias Andreato. Com Cassio Scapin. O espetáculo narra algumas passagens da vida profissional e pessoal da atriz e diretora Myriam Muniz, que morreu em 2004. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março 66, Centro (3808-2020). De qua a dom, às 19h. R$ 10. 60 min. 16 anos. Até 1º de março.

FRIDA Y DIEGO
Texto: Maria Adelaide Amaral. Direção: Eduardo Figueiredo. Com Leona Cavalli e José Rubens Chachá. Peça retrata a complexa e intensa relação dos fascinantes artistas mexicanos Frida Kahlo e Diego Rivera. Teatro Maison de France. Avenida Presidente Antônio Carlos 58, Centro (2544-2533). De qui a sáb, às 20h. Dom, às 19h. R$ 60 (qui e sex) e R$ 80 (sáb e dom). 90 min. 16 anos. Até 29 de março.

NEM FREUD EXPLICA
Texto e direção: João Luiz Fiani. Com Marino Jr. A peça conta a história de um homem que vive atormentado por gerar crises de riso nas pessoas que olham para ele. Teatro Vannucci. Shopping da Gávea. Rua Marquês de São Vicente 52 (2274-7246). Sex e sáb, às 23h. R$ 60. 60 min. 12 anos. Até 6 de fevereiro.

PERDAS E GANHOS
Texto: Lya Luft. Adaptação e direção: Beth Goulart. Com Nicette Bruno. O monólogo é uma reflexão sobre as fases da vida, valores, perdas, ganhos, morte, solidão e velhice. Teatro do Leblon. Rua Conde Bernadotte 26, Leblon (2529-7700). Qui, às 18h. Sex e sáb, às 21h. Dom, às 20h. R$ 70 (qui e sex) e R$ 80 (sáb e dom). 60 min. 12 anos. Até 29 de março.

REESTREIA

220 VOLTS
Texto: Paulo Gustavo e Fil Braz. Com Paulo Gustavo, Gil Coelho, Christian Monassa e participação de Marcus Majella. Paulo Gustavo leva para os palcos seis personagens femininos do programa ‘220 Volts’, sucesso no canal Multishow. Citibank Hall. Avenida Ayrton Senna 3.000, Barra (2156-7301). Sex e sáb, às 22h30. Dom, às 20h. De R$ 50 a R$ 150. 75 min. 12 anos. Até 18 de janeiro.

NÔMADES
Texto: Marcio Abreu e Patrick Pessoa. Direção: Marcio Abreu. Com Andréa Beltrão, Malu Galli e Mariana Lima. A morte inesperada de uma amiga redimensiona a vida de três mulheres. Teatro Poeira. Rua São João Batista 104, Botafogo (2537-8053). Sex a sáb, às 21h. Dom, às 20h. R$ 80. 80 min. 14 anos. Até 29 de fevereiro.

SASSARICANDO — E O RIO INVENTOU A MARCHINHA

Texto: Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral. Direção: Cláudio Botelho. Com Eduardo Dussek, Inez Viana, Alfredo Del-Penho, Beatriz Faria, Juliana Diniz, Pedro Paulo Malta e Pedro Miranda. Musical com mais de 100 canções assinadas por nomes como Noel Rosa, Lamartine Babo e Braguinha. Sala Baden Powell. Avenida Nossa Senhora de Copacabana 360, Copacabana (2255-1067). Sex e sáb, às 20h. Dom, às 19h. R$ 40. 120 min. Livre. Até 22 de fevereiro.

CONTINUAÇÃO

BEIJE MINHA LÁPIDE
Texto: Texto: Jô Bilac. Direção: Bel Garcia. Com Marco Nanini, Carolina Pismel, Júlia Marini e Paulo Verlings. Conta a história de Bala, um ardoroso fã de Oscar Wilde que vai preso por quebrar a barreira de vidro que isola o túmulo do escritor. Galpão Gamboa. Rua da Gamboa 279, Zona Portuária (2516-5929). Hoje e amanhã, às 21h. R$ 20. 80 min. 16 anos. Únicas apresentações.

CHACRINHA, O MUSICAL
Texto: Pedro Bial e Rodrigo Nogueira. Direção: Andrucha Waddington. Com Stepan Nercessian, Leo Bahia, Stephanie Serrat e elenco. Musical fala da trajetória do apresentador de programas de auditório de enorme sucesso das décadas de 50 a 80. Teatro João Caetano. Praça Tiradentes s/nº, Centro (2332-9257). Qui, às 19h. Sex, às 20h. Sáb, às 16h e às 20h. Dom, às 19h. De R$ 50 a R$ 120. 135 min (com intervalo). 12 anos. Até 1º de março.

ELIS, A MUSICAL
Texto: Nelson Motta e Patricia Andrade. Direção: Dennis Carvalho. Com Laila Garin, Felipe Camargo, Claudio Lins e elenco. A trajetória da inesquecível Elis Regina é recriada no espetáculo, através de 50 canções. Teatro Oi Casa Grande. Avenida Afrânio de Melo Franco 290, Leblon (2511-0800). Qui e sex, às 21h. Sáb, às 17h e 21h. Dom, às 16h. De R$ 60 a R$ 190. 130 min (com intervalo de 15 min). 12 anos. Até 8 de fevereiro.

E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE
Texto: Heloisa Perissé. Direção: Susana Garcia. Com Heloisa Perissé. Peça fala sobre a vida de uma escritora que está lançando um livro. Teatro dos Grandes Atores. Avenida das Américas 3.555, Barra (2430-7001). Sex e sáb, às 21h. Dom, às 20h. 70 min. 14 anos. Até 1º de março.

NO GOGÓ DO PAULINHO
Texto, direção, atuação: Maurício Manfrini. O ator interpreta Paulinho Gogó, que é um contador de histórias e tem um jeito bastante peculiar de falar, cheio de gírias. Teatro dos Grandes Atores. Shopping Barra Square. Avenida das Américas 3.555 (3325 1645). Sex e sáb, às 21h. Dom, às 20h. R$ 70 (sex e dom) e R$ 80 (sáb). 70 min. 14 anos. Até 1º de março.

SELFIE
Texto: Daniela Ocampo. Direção: Marcos Caruso. Com Mateus Solano e Miguel Thiré. A comédia fala sobre a febre contemporânea da autoexposição e da necessidade de estar sempre online. Teatro Miguel Falabella. Norte Shopping. Avenida Dom Hélder Câmara 5.332, Del Castilho (2597-4452). De qui a sáb, às 21h. Dom, às 20h. R$ 60 (qui e sex) e R$ 70 (sáb e dom). 70 min. 14 anos. Até 25 de janeiro.

SIM, EU ACEITO — O MUSICAL DO CASAMENTO
Texto: Tom Jones. Direção: Cláudio Figueira. Com Diogo Vilela e Sylvia Massari. Musical narra história de casal ao longo de 50 anos de união. Teatro das Artes. Shopping da Gávea. Rua Marquês de São Vicente 52 (2540-6004). De qui a sáb, às 21h. Dom, às 20h. R$ 90 (qui e sex) e R$ 100 (sáb e dom). 120 min. Livre. Até 29 de março.

A VIDA SEXUAL DA MULHER FEIA
Texto: Claudia Tajes. Direção e atuação: Otávio Müller. O ator interpreta Maricleide, uma mulher que abusa da autocrítica e vai contra a ditadura da beleza. Teatro Clara Nunes. Shopping da Gávea. Rua Marquês de São Vicente 52 (2294-1096). De qui a sáb, às 21h30. Dom, às 20h. R$ 70 (qui), R$ 80 (sex e dom) e R$ 90 (sáb). 80 min. 12 anos. Até 1º de março.

Você pode gostar