'Antes de Dormir' é um suspense que cumpre o seu papel

Não se trata de um filme perfeito, mas de uma produção capaz de prender a atenção do espectador. Cotação: ** Bom

Por O Dia

Rio - Romance de estreia do escritor britânico S. J. Watson, ‘Antes de Dormir’ (‘Before I Go To Sleep’) foi um grande sucesso quando lançado, em 2011. Já a adaptação homônima dirigida por Rowan Joffe e produzida por Ridley Scott não agradou à crítica internacional. Discordo do veredito, já que o longa faz o seu dever de casa quando se dispõe a ser uma trama de suspense. Não se trata de um filme perfeito, mas de uma produção capaz de prender a atenção do espectador, passando por seu desenvolvimento, virada e desfecho. 

A atriz Nicole Kidman%2C em cena do suspense ‘Antes de Dormir’Divulgação


Após sofrer um acidente, Christine Lucas (Nicole Kidman), de 40 anos, passa a armazenar memórias apenas por um dia. Incapaz de se lembrar a causa de seu trauma, ocorrido há 20 anos, todas as manhãs ela escuta o marido Ben (Colin Firth) lhe contar os acontecimentos desse período. Ao começar um tratamento em sigilo, ela começa a desconfiar que alguns trechos de sua história foram escondidos.

O que deixa a desejar é a construção psicológica dos personagens. Tudo acontece rápido demais, o que prejudica o envolvimento do espectador com a obra. Quem leu o livro de Whatson talvez se decepcione com uma estrutura narrativa completamente diferente. Mas trata-se de cinema e o esforço dessa adaptação é válido, mesmo que não seja impecável.

Últimas de Diversão