Filme ‘Livre’ recria relato de best-seller em que jovem cruza sozinha os EUA

Longa soa tão honesto como o depoimento que deu origem ao livro. Cotação: *** Muito Bom

Por O Dia

Rio - Cheryl Strayed (Reese Witherspoon) acreditava que estava preparada para caminhar sozinha 1.770 quilômetros da trilha chamada Pacific Crest Trail (PCT). Mas como ela mesmo descobre durante o percurso, “a gente nunca está preparado para aquilo que espera”. Inspirado no best seller-autobiográfico homônimo, ‘Livre’ (‘Wild’) retrata a trajetória dessa jovem que, aos 26 anos, decidiu largar tudo (quando já não lhe restava mais quase nada além de si mesma) e embarcar em uma saga de autoconhecimento acompanhada só por seu mochilão. 

Reese Witherspoon como Cheryl Strayed%2C no longa-metragem ‘Livre’Divulgação


Embalada por suas lembranças, ela percorre a trilha, que para ela não significa apenas uma aventura pela natureza. É um caminho longo e árduo, como deixar para trás as mágoas e medos necessários para seguir em frente. Para o espectador, tudo começa no início da caminhada da PCT. Mas para Cheryl, esse processo já havia sido desencadeado quatro anos antes, quando sua mãe (Laura Dern) morre rapidamente de câncer no pulmão.

As lembranças são apresentadas em flashbacks muito bem encaixados dentro do roteiro de Nick Hornby. Cada passo da protagonista parece um martírio diante do peso excessivo de sua mochila. Assim como foi cada passo dado por ela a partir da perda da mãe. Depressão, atitudes autodestrutivas, sexo promíscuo, drogas e um divórcio estão presentes entre as lembranças mais amargas de Cheryl e pesam ainda mais em sua bagagem.

Para seguir em frente, ela descobre que será necessário deixá-las de lado. Assim como os utensílios de caminhada que julgava imprescindíveis, sem mesmo saber como utilizá-los. É preciso se despir de corpo e alma para encarnar uma personagem como essa. E Reese, que assina também a produção do longa, mergulha sem medo nessa empreitada.

Dirigido por Jean-Marc Vallée, ‘Livre’ soa tão honesto como o depoimento que deu origem ao livro. A impressão é que toda a equipe conseguiu compreender como transformar essa ótima história em cinema.

Últimas de Diversão