Coletânea dupla traz trilha carnavalizante de Chacrinha

Compilação foi inspirada pelo musical de teatro em cartaz

Por O Dia

Rio - O apresentador de TV Abelardo Barbosa (1917-1988), o Chacrinha, fazia seu Carnaval o ano inteiro. Programas de auditório como o ‘Cassino do Chacrinha’ e a ‘Buzina do Chacrinha’ foram perfeitas traduções da folia tropicalista nacional. A coletânea dupla ‘Chacrinha — O musical’, recém-lançada pela gravadora Universal Music, rebobina a carnavalizante trilha sonora do apresentador.

A compilação foi inspirada pelo musical de teatro em cartaz no Rio. O espetáculo reconta a trajetória de Chacrinha — encarnado em cena de forma magistral pelo ator Stepan Nercessian — em narrativa que inclui no roteiro músicas veiculadas nos programas do apresentador. Para alegria dos colecionadores, a coletânea revive essas músicas em suas imbatíveis gravações originais.

Chacrinha (1917 - 1988) é revivido em compilação inspirada pelo musical de teatro Divulgação

Há fonogramas fáceis de serem encontrados em outras coletâneas, casos do frevo ‘Banho de cheiro’ (Carlos Fernando, 1983) e do samba ‘Aquele abraço’ (Gilberto Gil, 1969), hits de Elba Ramalho e de Gil, respectivamente. Só que os dois CDs também rebobinam gravações mais raras poucas vezes editadas em CD com ótima qualidade técnica. São os casos de ‘Sonho de Ícaro’ (Piska e Cláudio Rabello), sucesso de Biafra em 1984, e de ‘Só o ôme’ (Edenal Rodrigues), samba-rock gravado em 1968 por Noriel Vilela, cantor morto em 1974.

Cabiam todos e tudo na trilha carnavalizante dos programas de Chacrinha. Lá, a música (dita) brega era veiculada com a mesma pompa que a MPB. O que justifica a miscigenação do repertório selecionado para a compilação dupla. Nos dois discos, cantores populares como Odair José (‘Uma vida só — pare de tomar a pílula’) e Waldick Soriano (1933 - 2008) (‘Eu não sou cachorro, não’) estão juntos de roqueiros e de ícones da MPB como Caetano Veloso e Jorge Ben. Chacrinha aprovaria o Carnaval.

Últimas de Diversão