Marcos Sacramento comemora 30 anos de carreira na Lapa

Temporada de lançamento de seu novo CD, ‘Autorretrato’, acontece toda quarta-feira até o final de março

Por O Dia

Rio - E lá se vão 30 anos desde que o cantor Marcos Sacramento lançou seu primeiro disco, ‘A Modernidade da Tradição’. A comemoração pelas três décadas de carreira acontece toda quarta-feira, na temporada de lançamento de seu novo CD, ‘Autorretrato’, que engrena a partir de amanhã e vai até o final de março, no tradicional bar Semente, na Lapa. Ele mora ali pertinho e foi na Lapa que despontou como um dos principais nomes da revitalização artística do bairro.

Marcos Sacramento faz temporada no emblemático SementeEdu Monteiro / Divulgação


“Eu peguei a Lapa da década de 80, era um bairro totalmente abandonado, às escuras. A maioria dos espaços onde hoje funcionam casas de show era oficina de carro. Ficava tudo fechado de noite”, rememora Marcos Sacramento.

Verdade: hoje, é possível até dar de cara com ninguém menos que Chico Buarque dando uma canja no mesmo Semente, onde Marcos vai se apresentar, como aconteceu recentemente.

“Lá é o lugar das melhores canjas, especialmente às segundas-feiras, quando toca o violonista Zé Paulo Becker”, destaca. “Nos meus shows, o microfone vai também estar aberto, esse é o espírito do Semente. Eu mesmo não consigo ir lá e sair sem cantar alguma coisa no show de um amigo.”

Apesar do entusiasmo e paixão pelo boêmio bairro, Marcos Sacramento tem também uma lista grande de reclamações.

“Eu moro na Lapa, é onde saio de casa e vou todo dia comprar pão, e é impressionante o desleixo do poder público, principalmente nessa questão da sujeira. Tem lugares onde não dá para passar de sandália de dedo, que corre-se o risco de contaminação. Vários bueiros, em diversas ruas, jorram esgoto. Isso é impressionante, porque é um lugar movimentado, que atrai turista pra caramba”, lamenta.

Últimas de Diversão