Guia musical vai da pré-história a Michael Jackson e passa por Jobim

Dos sons que eram imitados dos animais aos sucessos pop

Por O Dia

Rio - O célebre compositor norte-americano Duke Ellington (1899-1974) perguntou: “O que é a música para você? O que seria você sem a música?”. “Esta obra ajudará a responder a essas perguntas”, garante Robert Ziegler, compositor e regente inglês, autor de ‘Música: o Guia Visual Definitivo’ (Ed. Publifolha, 400 págs., R$ 99,90). 

Páginas que destacam capítulos dedicados aos ritmos brasileiros e Mozart Divulgação


A publicação conta a história da música desde os ruídos que eram imitados dos animais na pré-história até os dias atuais, com biografias dos principais compositores e descrição dos diversos estilos. “Dos hinos sacros entoados nas imensas catedrais erguidas para glorificar a Deus à música pop que ressoa nos estádios, a distância é pequena”, resume Ziegler.

O livro é gringo, mas lá, entre Bach e Mozart, Elvis Presley e Michael Jackson, há um capítulo para os nossos ritmos, destacando fotos de Tom Jobim e Zeca Pagodinho.

“Por ser um livro muito abrangente, ele acaba pecando pela superficialidade, característica natural de projetos grandes como esses, mas acho válido no sentido de criar referências importantes para um estudante ou apaixonado pela música. A publicação é uma boa introdução ao assunto”, afirma Magda Pucci,uma das consultoras brasileiras da publicação.

“Adaptei os termos musicais para a língua portuguesa de forma que fizessem sentido. Também me esmerei em manter uma simplicidade na nomenclatura e nos conceitos musicais, de forma que um leigo possa compreender o livro tranquilamente. Conhecer a história da música é interessante para qualquer pessoa, tanto para o músico como para um apreciador de música.”

Últimas de Diversão