Centro do Rio oferece festival de choro e feira literária com entrada franca

Todos os caminhos culturais levam aos Arcos da Lapa e Praça Tiradentes, que recebem feira e festival de choro gratuitos

Por O Dia

Rio - Promover uma feira literária — e de artes em geral — na Lapa era um sonho antigo do empreendedor cultural Leo Feijó. Assim como era para a cavaquinista Luciana Rabello colocar de pé um espaço para preservação e pesquisa do gênero musical que ama, o choro. 

Da esquerda, o cantor Marcos Sacramento, o bandolinista Hamilton de Holanda, o escritor Denilson Monteiro, a cavaquinista Luciana Rabello, o editor Julio Silveira e Leo Feijó, um dos organizadores da LapalêBruno de Lima / Agência O Dia


Coincidiu, veja só, de os dois projetos finalmente se concretizarem... na mesma data! Neste fim de semana, só vai dar cultura no centro da cidade: a feira Lapalê acontece sob os Arcos e adjacências ao mesmo tempo que a Casa do Choro será inaugurada, na Rua da Carioca 38, com festival de choro ali do lado, na Praça Tiradentes, trazendo shows de Hamilton de Holanda, Yamandu Costa, Época de Ouro, Trio Madeira Brasil e Cristóvão Bastos, entre outros. Tudo de graça (confira a programação no destaque ao lado).

Tão logo soube da coincidência das datas, Leo e sua equipe contactaram a trupe de Luciana, que, na hora, topou unir as forças. Pronto: as redes sociais de um evento postavam também sobre a outra atração, e vice-versa. E dá mesmo para todo mundo curtir os dois programas, amanhã e domingo.

“O que falta para o povo gostar de uma cultura de mais qualidade é apenas ter acesso, por isso tem tudo a ver os dois eventos gratuitos se complementando”, ressalta Luciana Rabello, que terá ela mesma um espaço na Lapalê para sua gravadora, Acari Records, dedicada exclusivamente ao choro.

A Lapalê promete ser anual, englobando feira de livros (este ano, são 30 editoras), shows, filmes e debates. “A feira, que ainda vai ter festa, bloco de Carnaval e mostra de cinema, foi criada também para discutir o potencial da economia criativa da Lapa. Essa área central da cidade tem que entrar no processo de revitalização da Zona Portuária, que recebe milhões de reais. Aqui, temos que passar o chapéu”, reivindica Feijó. 

CHORO BEATLE

Um dos chorões mais esperados no Festival do Choro é Izaías Bueno de Almeida, de São Paulo. Aos 77 anos, ele é super-respeitado e lançou um disco de Beatles em choro há décadas, muito antes de Henrique Cazes. “Fiquei completamente desmoralizado perante certos chorões e críticos ortodoxos da época. Ora, eu adoro os Beatles, principalmente o John Lennon. São melodias e harmonias fáceis, porém de uma docilidade incrível. Música não tem pátria: ou é bonita ou não presta!”, decreta o legendário instrumentista. 

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO

FESTIVAL NACIONAL DO CHORO. Praça Tiradentes Amanhã e dom, das 14h às 22h. Grátis. Programação completa: ww.casadochoro.com.br.
AMANHÃ — 14h: Choro na Feira / 16h: Galo Preto / 17h: Água de Moringa / 20h: Izaías Bueno

DOMINGO — 11h: Época de Ouro / 12h: Nó em Pingo D’água / 13h: Trio Madeira Brasil e Henrique Cazes / 14h: Mauricio Carrilho / 16h: Luciana Rabello, Cristóvão Bastos e Pedro Amorim / 19h: Zé da Velha e Silvério Pontes / 20h: Hamilton de Holanda / 20h30: Yamandu Costa

LAPALÊ. Praça dos Arcos. Amanhã e dom, das 10h às 19h. Grátis. Programação completa em www.lapalefestival.com.br.

AMANHÃ — 10h: Tour literário / 13h: Lançamento do livro ‘Dez, Nota Dez! Eu Sou Carlos Imperial’, de Denilson Monteiro / 14h30: Falapa (Fórum de Debate), na Fundição Progresso / 14h30: Lançamento ‘Monobloco: Uma Biografia’, de Leo Morel / 15h: Lançamento ‘Heróis da Guitarra Brasileira”, de Leandro Souto Maior e Ricardo Schott / 16h: cortejo do bloco Rio Maracatu.

DOMINGO — 14h: Passeio ciclístico à moda antiga / 14h30: Falapa (Fórum de Debate), na Fundição Progresso / 16h: Show Monte Alegre Hot Jazz Band / 17h: Show Marcos Sacramento, em frente ao painel de grafite da Lapa.

Últimas de Diversão