Por daniela.lima

Rio - Elas misturam música clássica e acrobacia instrumental com bastante charme e senso de humor. “Mas também amo música clássica ‘séria’, de Beethoven...!”, graceja Iris Siegfried, violino e vocal do quarteto feminino alemão Salut Salon, formado em Hamburgo. 

Iris%2C Sonja%2C Angelika e Anne%3A com seus números ousados e cheios de graça%2C elas têm rompido barreiras na tradicional cena erudita mundo aforaDivulgação


Elas vêm rompendo barreiras no universo erudito mundo afora — e estiveram aqui no Rio este mês, para lançar o novo CD, ‘Live’. Uma peça tradicional pode, de repente, incluir o tema do filme ‘Missão Impossível’, por exemplo, ou um tango, ou música francesa. Isso sem falar nos elementos teatrais.

“Qualquer coisa cabe no trabalho: Mendelssohn, palhaçada artística, teatro de fantoches...”, detalha a violonista Angelika Bachman, uma das fundadoras do grupo junto com Iris.

O sucesso no YouTube atesta o sucesso das garotas: ‘Vivaldi’s Summer’, apresentada em uma competição musical, acumula mais de 18 milhões de visualizações, um sucesso digno de uma estrela pop. E dá para ver que elas de fato se divertem, e surpreendem por fazer coisas fora do comum. (como quando a Anne-Monika -von -Twardowski toca piano de ponta cabeça ao mesmo tempo que dedilha o violoncelo de Sonja Lena Schmid fazendo caretas divertidas.

O conceito é tentar mostrar que um concerto de música clássica pode, sim, ser divertido não apenas para aqueles que estão tocando, mas também para os que escutam. “As boas ideias surgem de fato quando soltamos as rédeas de nossos pensamentos e experimentamos coisas que ninguém jamais teria pensado em trabalhar”, destaca Sonja.

Anne-Monika completa: “É tudo sobre a quebra de expectativas, provocando as pessoas e até assustando um pouco, para depois pegá-las e levá-las a algum lugar novo”.

Você pode gostar