Detox de açúcar vira hit entre famosas, mas método é polêmico

A ideia é diminuir açúcar e carboidratos refinados, além de farinha branca e frutas

Por O Dia

Beyoncé adotou o detox para se manter magraReprodução Internet

Rio - Para quem está de dieta, um dos grandes vilões na luta contra a balança é o açúcar: muito calórico, é ingrediente fundamental para delícias como brigadeiro, tortas e balas. Pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o vício nessa substância pode provocar doenças cardíacas, diabetes e obesidade. Foi pensando nisso que a médica australiana Sarah Wilson criou um método chamado detox de açúcar, que já é seguido por personalidades como a cantora Beyoncé e as atrizes Demi Moore e Gwyneth Paltrow.

“De acordo com esta dieta, demoramos oito semanas para nos livramos da compulsão por açúcar. Neste plano, na primeira semana, a ideia é diminuir açúcar e carboidratos refinados, além de farinha branca e frutas. O uso de estévia e o consumo de refrigerante zero estão liberados. Na oitava semana, a pessoa já está com o cérebro reprogramado e consegue consumir apenas produtos integrais e naturais”, explica a nutricionista Camila Nunes, da empresa Mais Nutritiva.

Mas, apesar do método eliminar até quatro quilos por mês caso seja seguido da forma correta, a profissional faz uma ressalva. “Ter uma alimentação que reduz açúcar e gordura é positivo para o organismo. O problema é a redução no consumo de frutas. A frutose contida nesses alimentos é importante. A OMS indica consumir de três a quatro porções de frutas por dia.”

Alessandra Almeida, nutricionista funcional da Clínica Andrea Santa Rosa, acrescenta: “A frutose, apesar de ser um açúcar refinado, tem seu efeito amenizado graças às fibras contidas nas frutas. É excelente fonte de vitaminas e minerais, essenciais para o funcionamento do organismo. Por esse motivo, discordo da exclusão que a dieta propõe. Também acho que o uso de refrigerante, mesmo na versão zero, deve ser abolido. Vários estudos comprovam que adoçante aumenta a compulsão.”

Defensora da reeducação alimentar, a nutricionista Fernanda Faustino condena o método australiano. “Eu considero essa dieta um modismo que deve ser evitado. Só uma pessoa 100% controlada consegue seguir à risca essa alimentação. Sem contar que ela é pobre. Quando você corta o carboidrato, você corre o risco de ficar sem energia e ter quedas consideráveis de glicose.”

CARDÁPIO

CAFÉ DA MANHÃ
2 fatias de pão integral com queijo cottage temperado com orégano e 1 copo de suco verde (1 pepino, 3 talos de aipo, 2 buquês de brócolis e 1 copo de água de coco)

LANCHE DA MANHÃ
Frutas oleaginosas (nozes, castanhas, avelã, amêndoas) e uma xícara de chá verde sem açúcar

ALMOÇO
Arroz integral, salada verde, lentilha, filé de tilápia grelhado e berinjela assada

LANCHE DA TARDE
1 copo de iogurte natural com cereal integral e uma porção de uva passa

JANTAR
1 prato de sopa de legumes (sem macarrão, arroz e pão) acrescida de uma carne magra. Pode ser frango desfiado ou músculo

CEIA
1 xícara de chá de camomila com frutas desidratadas (damasco e uva passa)

Últimas de Diversão