Por tabata.uchoa

Rio - O músico João Senise está lançando o CD 'Abre Alas – Canções de Ivan Lins,' em homenagem aos 70 anos do cantor e compositor brasileiro. Nesta sexta-feira, às 19h30, ele se apresenta no Centro de Referência da Música Carioca (Rua Conde de Bonfim 824, Tijuca).

"Quando o João me procurou para dizer que iria gravar um CD em minha homenagem, fiquei muito surpreso e feliz. Afinal, não é todo o dia que se recebe uma notícia dessas de um cantor de 25 anos! A interpretação do João trouxe uma leitura moderna da minha obra, como se espera de um jovem cantor", derreteu-se Ivan Lins, que acompanhou com muito entusiasmo o projeto desde a sua concepção e participou como cantor convidado em duas faixas. Batemos um papo com João, que é filho do célebre soprista Mauro Senise, sobre o lançamento:

Ivan Lins e o cantor João SeniseDivulgação

O DIA: Como surgiu a ideia desta homenagem ao Ivan Lins?

João Senise: A ideia foi minha. Ano passado completaram-se 20 anos da morte do Tom Jobim, então minha primeira ideia era homenageá-lo. Como trata-se de um compositor muito famoso, era evidente que outras homenagens fossem feitas, e pensei que poderia virar só mais um CD entre tantos outros com o mesmo propósito. Aí passou um tempo e chegaram os 70 anos de vida e meia década de carreira do Ivan Lins, e ele já tinha feito uma participação em um outro CD meu. E o Ivan ta vivo, e é sempre bom celebrar pessoas que continuam cantando e compondo.

O DIA: Como é a relação musical entre você e seu pai? Vocês trocam muitas informações, ele te ensina muito sobre a experiência dele?

João Senise: Ele está sempre ensaiando e tocando, e eu ia a praticamente todo show e estava sempre em contato com a música. Claro que eu quis que ele participasse também do disco, e ele adora o Ivan.

O DIA: Em seu primeiro CD, 'Just In Time', você canta standards de jazz...

João Senise: Esse eu lancei em 2013, o jazz é um gênero que eu gosto muito. Este meu segundo CD eu considero como uma reestreia, porque é o primeiro que eu canto em português. O título 'Abre Alas' tem essa conotação, porque é como eu estivesse chegando na música brasileira.

O DIA: E como foi a escolha do repertório, que traz 'Madalena', 'Dinorah Dinorah' e 'Vitoriosa', entre outros clássicos?

João Senise: Foi muito difícil, porque são tantas músicas boas. Poderia até ser um CD duplo ou triplo, material é o que não faltava!

Você pode gostar