Por nicolas.satriano

Rio - Uma mostra da dança da Espanha, Reino Unido, Suécia e do Brasil poderá ser vista entre hoje e domingo, quando acontece a terceira edição do Festival O Boticário na Dança. No palco, apresentações da dupla hispano-britânica Israel Galván e Akran Kham (hoje), da companhia sueca Cullbert Ballet (amanhã) e do Balé da Cidade de São Paulo (domingo).

‘Torobaka’ promove uma fusão entre o flamenco e o kathak, uma dança indiana. A companhia sueca vai apresentar ‘11th Floor’, do coreógrafo Edouard Lock. Ele criou um trabalho inspirado pelo jazz e pelos filmes noir produzidos na década de 1950. A coreografia se concentra em um crime passional velado, relações instáveis e tensões reprimidas. Já a companhia paulistana, fundada em 1968, é conhecida pelo grande rigor técnico.

O Cullbert Ballet se inspirou nos filmes noir da década de 1950Divulgação

“O festival chega à terceira edição trazendo o que há de mais importante na dança mundial e fomentando a cultura nacional. O tema principal desta edição são os grandes encontros. Queremos mostrar o que há de melhor no mundo da dança contemporânea”, explica a curadora do evento, Sheyla Costa.

Theatro Municipal. Praça Marechal Floriano s/nº , Cinelândia (2332-9191). Israel Galvan & Akram Khan: ‘Torobaka’, hoje, às 21h. Cullberg Ballet: ‘11th Floor’, amanhã, às 21h. Balé da Cidade de São Paulo: ‘Cantata e Cacti’, dom, às 19h30. De R$ 10 a R$ 60.

Você pode gostar