Por nicolas.satriano

Rio - 'Sorria, Você Está Sendo Filmado’ é tanto um estudo sobre o comportamento humano ao se tornar consciente de estar diante de uma câmera quanto um exercício estilístico do diretor Daniel Filho.

Na trama, o público acompanha um grupo de moradores de um apartamento de Copacabana que, por força das circunstâncias, tem de lidar com o suicídio de um vizinho. Durante todo o tempo, o cadáver permanece na sala, cercado pelos habitantes dos outros apartamentos, que não parecem se importar muito com o que aconteceu com ele. E é aqui que entra a parte experimental da produção: toda a ação é registrada por apenas uma câmera — que simula uma webcam — em apenas um ambiente.

Lázaro Ramos e Susana Vieira fazem parte do elenco do filmeStheodora Duvivier / Divulgação

O arrojo formal traz uma série de vantagens: como os personagens se revezam no mesmo cenário, é possível acompanhar com mais facilidade as características de personalidade de cada um deles — sobretudo quando todos ficam conscientes de que estão sendo filmados. Muito embora, em alguns momentos, a falta de cortes passe muito mais a impressão de que estamos assistindo a uma peça filmada que a um filme.

Inspirada na obra ‘Morte de um Homem nos Bálcãs’, do sérvio Miroslav Momcilovic, ‘Sorria, Você Está Sendo Filmado’ se enquadra naquele tipo de produção que alia ousadia no formato a boa diversão.

Você pode gostar